Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/11/2011 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Promotor acredita que funcionários estão envolvidos em fraude de casas

Inquérito investigará suposta improbidade administrativa; CDHU nega envolvimento de servidores.

O promotor de Justiça Sebastião Sérgio da Silveira acredita que funcionários públicos estão envolvidos em vendas irregulares de casas da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), em Ribeirão Preto. Um inquérito irá apurar uma suposta improbidade administrativa envolvendo servidores da CDHU e da Cohab.

Para o promotor, as negociações contam com a ajuda de servidores. “Eu pessoalmente não acredito que pessoas de fora da CDHU e da Cohab possam estar intermediando isso sem a colaboração de funcionários desses dois órgãos. Vamos tentar apurar quem são de fato essas pessoas envolvidas no esquema”, afirma.

Ainda, de acordo com o promotor, serão levantados dados que possam identificar as pessoas beneficiadas. “Vamos saber quantas casas foram entregues, para quem foram entregues e com esse cruzamento de dados é possível identificar as pessoas beneficiadas”.

Segundo Silveira, existem outras investigações nesse sentido. “Temos recebido recorrentes denúncias desse tipo de irregularidade. Acreditamos que possa existir mais coisas do que foi noticiado até agora”.

CDHU

O gerente regional da CDHU, Milton Vieira de Souza Leite, não acredita que funcionários da companhia estejam envolvidos nessas denúncias. Segundo ele, os nomes dos contemplados com as casas saem no Diário Oficial, o que impossibilita qualquer irregularidade.

Cohab

De acordo com o presidente da Cohab, Silvio Martins, não há envolvimento do órgão nas denúncias de fraudes, no entanto, se houver envolvimento por parte de qualquer funcionário será investigado, por meio de inquérito administrativo ou sindicância.

Quanto as pessoas que estão na lista da Cohab e podem ter pagado para serem beneficiadas, elas continuarão com as inscrições, até que tenha decisão judicial contra.

Caso

Na terça-feira (8), duas mulheres foram detidas e, em seguidas, liberadas suspeitas de cobrar até R$ 6 mil para facilitar a compra de casas da CDHU. Na ocasião, 11 pessoas que se beneficiariam com o esquema registraram boletim de ocorrência, no 4º Distrito Policial. Nesta quarta-feira (9), outras quatro também registraram ocorrência.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 152 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal