Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/11/2011 - Plenário / FaxAju Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil prende estelionatários que causaram prejuízos de R$ 500 mil a bancos


O Departamento de Falsificações e Defraudações da Polícia Civil prendeu no final da tarde desta quarta-feira, 9, dois estelionatários baianos integrantes de uma quadrilha que dava golpes do empréstimo em todo o Brasil. Luciano de Amorim dos Santos foi preso enquanto fazia compras no Shopping Jardins e Evanildo Mendes da Paixão foi preso em um hotel no centro de Aracaju.

Segundo a delegada Maria Pureza, com Evanildo a polícia encontrou várias Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) falsificadas, cerca de 50 cartões de crédito conseguidos junto às administradoras com documentos falsos, uma máquina para plastificar documentos, um perfurador de fotos para RG, fotos 3x4 e papel utilizado para confeccionar identidade. A delegada conta que Luciano já tinha comprado com um cartão falsificado R$ 356,00 e adquirido dois cartões presentes no valor de R$ 1 mil cada um.

Conforme as investigações da polícia, os estelionatários são integrantes de uma quadrilha chefiada pelo capixada Patrick Oliveira Barros, preso este ano em uma operação da Polícia Federal no Estado do Espírito Santo. A informação é que Patrick conseguia dados privilegiados de clientes de um grande banco privado do Brasil e de posse dessas informações cooptava agentes criminosos em vários Estados da Federação para utilizar estes dados em bancos e financeiras a fim de conseguir a liberação de empréstimos.

Os primeiros levantamentos apontam que pelo menos 10 empréstimos teriam sido feitos em Sergipe, provocando um prejuízo de R$ 500 mil. “Embora os clientes tenham sido lesados, eles não ficarão no prejuízo porque não autorizaram e não pediram nenhum empréstimo, logo é o banco quem paga”, explicou Pureza.

O interessante é que Luciano e Evanildo já tinham sido presos em Sergipe pelo mesmo crime em abril deste ano, “mas como a legislação brasileira tem brechas para este tipo de crime eles ganharam a liberdade e não demoraram a voltar ao crime”, destacou a delegada. A dupla encontra-se presa à disposição da Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 154 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal