Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

04/11/2011 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Após afastamento por suspeitas de fraude, prefeito de Campinas volta ao cargo

Demétrio Vilagra foi afastado do cargo por 90 dias por suspeitas de corrupção.

O prefeito de Campinas Demétrio Vilagra reassumiu a prefeitura da cidade nesta sexta-feira (4). O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) determinou, nesta quinta-feira (3), que ele retorne ao cargo. A decisão deve ser publicada no diário oficial da cidade e Vilagra deve chamar de volta os seis secretários que também foram afastados.

As decisões são dos desembargadores Cristina Cotrofe e Rubens Rihl. Segundo Rihl, o judiciário não pode ficar parado "diante de nulidades e vícios que eventualmente possam macular a legalidade do ato administrativo”.

Vilagra foi afastado por pelo menos 90 dias por determinação da Câmara dos Vereadores, por suspeitas de corrupção. No dia 10 de setembro, entrou com um recurso para tentar anular a decisão.

O presidente da Câmara Municipal de Campinas, Pedro Serafim (PDT), tomou posse em setembro, quando Vilagra foi afastado. Na cerimônia, Serafim passou seu cargo para o primeiro vice-presidente da Casa, o vereador Thiago Ferrari (PTB).

A defesa de Vilagra chego a entrar com um mandado de segurança para anular a decisão de afastamento, mas o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas Mauro Fukumoto negou o pedido.

Em outubro, a Câmara tinha votado pelo afastamento do prefeito, mas ele conseguiu uma liminar na Justiça para continuar no cargo. A Comissão Processante foi instalada na Casa em agosto e até o dia 17 deste mês estava suspensa por decisão judicial.

Vilagra chegou, inclusive, a ser preso em maio deste ano durante uma operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) na cidade.

Na ocasião, a mulher do ex-prefeito Helio de Oliveira Santos também foi detida. Santos teve seu mandato cassado em agosto deste ano, acusado de fraudes na administração pública.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 257 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal