Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

26/10/2011 - O Repórter Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de participar em esquema de fraude no Detran são soltos

Por: Thaiana de Oliveira


RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - A Justiça do Rio autorizou a soltura dos nove acusados de participar de um esquema de fraude no Detran. Os suspeitos deixaram a carceragem da Polinter, no Grajaú, Zona Norte do Rio, no início da madrugada desta quarta-feira (26). Eles estavam presos desde a última sexta-feira (21), quando foi realizada a Operação Contramão II. A liberdade do grupo foi concedida porque o prazo da prisão temporária terminou.

O Ministério Público chegou a solicitar a prorrogação, por mais cinco dias, das prisões, mas o juiz da 43ª Vara Criminal do Rio não aceitou o pedido alegando que não haveria mais nenhum motivo para a permanência da prisão. Os outros suspeitos, que estão na penitenciária de Bangu, na Zona Oeste, ainda serão libertados.

Entre os presos estavam funcionários do Detran, despachantes, instrutores, donos de autoescolas e funcionários de clínicas médicas. O grupo é suspeito de participar de um esquema de venda de carteiras de habilitação, sem a necessidade da realização dos exames médicos e de provas.

Durante a operação policial realizada na sexta-feira, 381 agentes da Corregedoria do Detran, da Corregedoria Geral Unificada, da Polícia Civil e do Ministério Público (MP) estadual cumpriram pelo menos 30 dos 42 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça contra integrantes da quadrilha.

Segundo as investigações, os envolvidos faturaram pelo menos R$ 30 milhões em três anos de atividade. Eles usavam moldes de silicone com digitais de candidatos para assinar a presença deles. O grupo atuava em 11 municípios e emitia cerca de 200 carteiras por mês.

Além dos presos que ganharam o direito de responder em liberdade, outras 13 pessoas que tiveram mandados expedidos ainda são procuradas pela polícia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal