Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

26/10/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de falsificar certificados a motoristas estão foragidos, no ES

Esquema frauda diplomas de cursos de reciclagem de condutores. No primeiro mandado, 25 pessoas foram detidas.

Quatro dias após a polícia estourar um esquema de falsificação de certificados do curso de reciclagem para motoristas, a Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa) voltou à cumprir mandados de prisão contra dois suspeitos de integrarem a quadrilha, na manhã desta quarta-feira (26), no município da Serra, região da Grande Vitória. No primeiro mandado, 25 pessoas foram detidas.

O dono de uma autoescola da Serra, onde os diplomas eram vendidos, foi o primeiro a ter o mandado de prisão cumprido. Policiais Civis estiveram na casa dele, por volta das 7h, mas sua esposa informou que o marido estava trabalhando.

A polícia seguiu até a autoescola, mas não encontrou o suspeito. O local foi lacrado e computadores e documentos foram recolhidos pela polícia. Em seguida, a polícia foi atrás do despachante suspeito de facilitar o esquema de falsificação, mas ele também não foi encontrado.

O escritório dele, localizado em Bairro de Fátima, teve que ser arrombado pela polícia. Computadores e documentos suspeitos também foi recolhidos. Os dois foragidos já tinham sido contactados pela polícia, mas negaram participação nos crimes.

Caso

Sob suspeita de participarem de um esquema de compra e venda de diplomas de cursos de reciclagem de condutores infratores, 22 pessoas foram detidas, no dia 22 deste mês. Todos eram motoristas que foram notificados da suspensão de suas Carteiras de Habilitação e que obtiveram o diploma que possibilita reaver o documento sem ter frequentado as aulas do curso.

Entre os detidos, estão empresários, aposentados e médicos. Todos - que tiveram a prisão provisória decretada por cinco dias - foram soltos no final da tarde, por ordem da Justiça. Eles contaram que pagaram de R$ 250 a R$ 400 pelo diploma e dizem ter sido enganados por despachantes.

O esquema estava sendo investigado pela Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa) há dois meses. Segundo o delegado Gilson Gomes, foi o próprio Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES) que formalizou a denúncia.

O curso tem duração de 30 horas/aula, o que corresponde a cinco dias. Participam das aulas os condutores que tiveram suas carteiras de habilitação suspensas por causa de infrações cometidas no trânsito. Somente com o certificado de participação do curso é que o motorista poderá reaver a carteira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 141 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal