Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/09/2007 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Placa de carro furtada é usada em golpe

Por: Ieda Rodrigues


Os indícios apontam que há um golpista agindo em Bauru usando cheques furtados na compra de produtos e, para despistar a polícia, ocupa um carro com placas furtadas. Dois boletins de ocorrência foram registrados no 3.º Distrito Policial entre o mês passado e este por pessoas que não receberam pagamento por produtos vendidos através de classificados de jornal. O ponto comum entre eles é que, em ambos os casos, o comprador estava com carro placas DDD 6338, de Bauru, segundo anotação das vítimas. E essas placas foram furtadas de um carro de Bauru em março de 2005.

Em um dos casos, o golpista estava com um Fiat Tipo placas DDD 6338, segundo a vítima que não recebeu pagamento pelo celular que vendeu a ele achando tratar-se de uma pessoa honesta. Já a outra vítima, vendeu um notebook e um aparelho de TV a um rapaz, anotou as mesmas placas, mas não tem certeza do modelo do carro, apesar de achar que era um Gol, segundo contou o delegado Silberto Sevilha Martins, titular do 3.º Distrito Policial.

Em ambos os casos, o golpista pagou os produtos com cheques, que chegou a assinar na hora da compra, como se fossem seus. Mas ao tentar descontá-los, as vítimas descobriram que se tratavam de cheques furtados, que estavam sustados. O que restava às vítimas era a placa do veículo do comprador, que elas anotaram por segurança caso não conseguissem descontar o cheque.

Ao investigar o caso, policiais civis chegaram à proprietária de um Gol ano 2003 placas DDD 6338, de Bauru, que apresentou boletim de ocorrência registrado em 2005 relatando que as placas de seu veículo foram furtadas. A mulher, que prefere não ter o nome divulgado, conta que seu veículo estava estacionado no condomínio em que mora quando as duas placas desapareceram.

Na ocasião, ela registrou boletim de ocorrência e colocou placas novas em seu carro, mas com as mesmas letras e números. “Achei que era só um furto, que nada mais ia acontecer, mas recentemente apareceu um rapaz me cobrando”, relata. O rapaz procurava pelo proprietário do Fiat Tipo DDD 6338 e depois de verificar que a mulher tem um Gol DDD 6338 e ela apresentar boletim de ocorrência do furto das placas em 2005, ele procurou a delegacia.

Poucos dias depois, foi a vez da polícia procurar a mulher. Mais uma vez ela explicou que as placas de seu carro haviam sido furtadas e apresentou o boletim de ocorrência. Ela foi à delegacia e apresentou seu carro, que não foi reconhecido pela vítima que havia vendido o notebook e a TV. “Estou com medo. Além do constrangimento da situação, estou com medo de até ser agredida na rua”, frisa.

Diante das evidências de que golpista está usando carro com placas furtadas para dificultar sua localização, além de cheques furtados, o delegado vai notificar a Circunscrição Regional de Trânsito (5.ª Ciretran) sobre os fatos e a Polícia Militar para que aborde o motorista de carros com a placa DDD 6338 na tentativa de encontrar o golpista.

A proprietária do carro cujas placas foram furtadas já tentou, mas não conseguiu trocar as placas de seu veículo. “O jeito é andar com o boletim de ocorrência”, comenta. No início da noite de ontem, o JC tentou, mas não conseguiu contatar o delegado Adib Jorge Filho, diretor da Ciretran, para verificar a possibilidade de trocar as placas em casos como este. A troca de placa não seria autorizada mediante a apresentação de boletim informando furto ou perda da mesma para que autores de infrações de trânsito ou outros crimes não usem ilegalmente este recurso para livrar-se de delitos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 349 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal