Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/09/2007 - O Observador Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sesdec alerta sobre novo golpe por telefone


Atenção! Não desliguem seus celulares, os bandidos mudaram sua tática. A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) alerta que o "golpe do Falso Sequestro" foi remodelado. O "golpe do falso seqüestro" consiste em ligações não-identificadas anunciando um suposto seqüestro de alguma pessoa próxima, porém, com a divulgação de como funciona o golpe os bandidos resolveram inovar.

De acordo com o secretário adjunto da Sesdec, delegado Cezzar Pizzano, agora os criminosos ligam, se identificam como um funcionário de operadoras de celular e informam que o seu número foi clonado, sendo assim, eles pedem que a pessoa desligue o celular por um determinado tempo para que a operadora possa reparar o transtorno ocorrido com a linha. Exemplo: "Alô senhor Pedro Rodrigues? Nós somos da Vivo e estamos informando que seu celular foi clonado. Pedimos para que o senhor desligue seu aparelho por uma hora, para que possamos averiguar o problema na linha do seu celular".

Pizzano explica que geralmente a vítima não vê mal algum em desligar seu aparelho celular e até chega a se surpreender com o "ótimo" serviço prestado, caindo assim cai no golpe. "Acontece que enquanto a pessoa permanece com o celular desligado, os bandidos entram em contato com algum familiar anunciando o falso seqüestro", explicou Pizzano.

Para o adjunto, quem suspeita que se trata do "golpe do falso seqüestro" vai imediatamente tentar ligar para a pessoa e, assim, vai entrar em pânico quando perceber que o celular está desligado ou fora da área de serviço.

Portanto, caso aconteça situação parecida a Sesdec alerta a população para que não desligue o celular sem antes confirmar a informação junto ao departamento técnico de sua operadora de telefonia móvel. A Sesdec ainda pede que entre em contato com a polícia, por meio do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP) disque 190 e avise as pessoas mais próximas sobre o fato.

Sobre o golpe

Fique muito atento ao receber qualquer ligação sem identificação, tendo em vista que os criminosos usam desse artifício para forjar seqüestros de parentes e outros tipos de crimes.

De acordo com a Polícia Civil, o "golpe do falso seqüestro" acontece da seguinte forma: a vítima recebe uma ligação não identificada na qual o chamador informa que tem em seu poder um parente (filho, pai, mãe, avó, avô, primo, esposa, etc.), passando a exigir uma certa quantia em dinheiro para a liberação da pessoa. Os criminosos ainda passam a simular choros, vozes do ambiente e outros truques para convencer a vítima e acreditando na veracidade dos fatos, emocionalmente, a vítima acaba cedendo às pressões do infrator.

Também ocorrem falsas mensagens oferecendo prêmios com textos dos mais variados conteúdos, por exemplo: XXX informa que seu aparelho móvel ganhou uma x quantia de créditos, para saber mais informações ligue de seu telefone fixo para o número xx xxxx xxxx, agradecemos a sua atenção e boa sorte. Conforme informações da polícia, esse se trata de um golpe aonde o infrator passa a ser conhecedor de dados da vítima, uma vez que ela fornece informações pensando que vai ganhar o tal prêmio e, assim, o infrator passa a chantagear, podendo até clonar o telefone.

Sendo assim, a Sesdec sugere que as pessoas não atendam telefonemas não identificados, se a ligação for atendida mantenha a calma e não forneça nenhuma informação pessoal; não respondam às mensagens de prêmios; nunca ceda às pressões; e, informe imediatamente as autoridades competentes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 331 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal