Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/10/2011 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

RJ: presos 30 por fraude em exames de habilitação no Detran


A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou uma ação nesta sexta-feira que prendeu 30 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha suspeita de fraudes em postos do Detran do Estado. De acordo com a polícia, 40 mandados de prisão e 64 de busca e apreensão foram cumpridos contra a organização criminosa, que oferece serviços para aprovação em exames de habilitação.

De acordo com a polícia, funcionários do Detran estariam envolvidos no esquema criminoso, que agia há pelo menos dois anos fraudando os processos de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

As investigações da Operação Contramão II tiveram início em 2009, a partir de irregularidades constatadas pela Corregedoria do Detran, que passou as informações à Delegacia de Defraudações (DDEF), responsável pela coordenação da ação desta sexta-feira. Segundo o subchefe operacional da Polícia Civil, Fernando Veloso, os criminosos cobravam de R$ 800 a R$ 4 mil para aprovarem os candidatos no exame de habilitação.

Os valores cobrados dependiam do nível de exigência para a obtenção da CNH. Ao candidato totalmente incapaz, era cobrada uma quantia mais elevada, enquanto os que simplesmente queriam conseguir os documentos sem se submeter aos exames obrigatórios, pagavam menos. Em média, 200 pessoas por mês se beneficiavam dos serviços dos fraudadores, o que significava um lucro anual estimado em R$ 10 milhões.

Mais de 300 agentes da Polícia Civil, do Detran e do Ministério Público participaram da ação, que abrangeu 11 municípios do Rio de Janeiro. Ao todo, 21 auto escolas estariam envolvidas na fraude. As buscas também aconteceram em algumas dependências do Detran, onde trabalhavam funcionários e prestadores de serviços envolvidos no esquema.

Além das prisões, foi apreendida vasta quantidade de documentos e material para análise posterior, como CPUs, telefones celulares, anotações e cheques, além de R$ 145 mil em dinheiro.

O delegado titular da DDEF, Gabriel Ferrando, afirmou que o material apreendido será usado para o aprofundamento das investigações. "Esse material será usado para identificar pessoas que adquiriram a Carteira Nacional de Habilitação de maneira ilegal", afirmou o delegado.

Segundo o corregedor do Detran, David Anthony, as pessoas que forem identificadas como beneficiárias da fraude perderão suas carteiras e responderão criminalmente. Os presos responderão pelos crimes de formação de quadrilha, falsificação de documento público, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva e inserção de dados falsos no sistema de informações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 345 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal