Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/10/2011 - Circuito Mato Grosso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cartão de Crédito Clonado, saiba o que fazer


Não há nada mais incômodo que ter nossos dados pessoais divulgados de forma criminosa ou ter os próprios bens roubados. Algumas situações são tão graves que parecem difíceis de serem solucionadas, como é o caso da clonagem de cartões, um crime que ocorre com certa frequência e quase nunca é solucionado. Ter um cartão clonado significa perder dinheiro. O prejuízo pode ser tão grave, como por exemplo, perder o salário do mês ou ter suas economias roubadas.

É sério! Imagine alguém clonar seu cartão e ter acesso a sua senha? Certamente, o estrago pode ser devastador nas economias de qualquer pessoa. Para que você possa se proteger desse mal e ficar mais tranquilo, fique atento as situações descritas abaixo.

Conheça dicas em casos de Clonagem do seu Cartão de Crédito

Se você perceber alguma mudança em suas contas, fatura do cartão ou saques sem explicações, o ideal é entrar em contato, imediatamente, com sua agência bancária. Muitas pessoas se apavoram por considerar que a culpa é da própria empresa que disponibilizou o cartão. De fato, elas têm uma parcela considerável de culpa, porque a clonagem ocorre (muitas vezes) nos caixas eletrônicos, através de equipamentos conhecidos como “chupa cabra”. Mas, existem outras formas de clonar um cartão. Vamos conhecer?

Outra forma de se clonar cartão pode ser através das Máquinas de pagamentos que existem em vários estabelecimentos comerciais. É possível o clone, também, quando ocorre perda ou roubo dos cartões. Nesse caso, é preciso que o dono do cartão comunique, imediatamente, a empresa responsável. Se você não agir de forma rápida, correrá o risco dos bandidos utilizarem os seus créditos, pois muitos estabelecimentos não solicitam a comprovação da identidade do titular do cartão.

O próximo passo é registrar um Boletim de Ocorrência. Este é um procedimento importantíssimo que comprovará que você foi vítima de um crime. Se a empresa não disponibilizar segurança e nem devolver o dinheiro, você poderá entrar com uma ação perante a justiça, para ser ressarcido dos prejuízos.

E se o bandido clonar o seu cartão, efetuar gastos e a empresa administradora fizer cobranças na sua fatura? Neste caso, a cobrança será considerada indevida perante o PROCON , que entenderá que a despesa foi realizada por terceiros. Por isso, é importante ficar atento a este detalhe. Há até casos em que você solicita o bloqueio do cartão, mas a empresa demora em efetuá-lo e o bandido acaba sendo muito mais ágil.

Se você tomou todas essas providências e não obteve resultado, poderá mover uma ação contra a empresa fornecedora do cartão, responsável por garantir segurança aos seus clientes. Neste caso, o processo será em torno de danos materiais, podendo também ocorrer como danos morais, por conta do acesso aos seus dados pessoais.

Agora, muita atenção ao utilizar certos equipamentos como os caixas eletrônicos. Caso o cartão fique travado na máquina chame imediatamente um funcionário do banco, se isso não for possível, entre em contato com a polícia. Posteriormente, cancele o seu cartão. Quando entregar seu cartão em um estabelecimento para o registro de compras, fique atento! Acompanhe todo o processo a fim de que ninguém faça o uso do número do cartão e nem da senha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 125 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal