Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

20/10/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de adulteração de veículos em MT usavam nome falso, diz polícia

Por: Leandro J. Nascimento

Patrimônio apreendido pode chegar a R$ 2,3 milhões, segundo polícia. Suspeitos continuam presos em São José do Rio Claro.

Investigações realizadas pela Polícia Civil de São José do Rio Claro, a 325 quilômetros de Cuiabá, para averiguar a existência de um esquema de adulteração de veículos roubados e furtados em Mato Grosso ganhou nesta semana um novo elemento. As autoridades confirmaram que os dois homens presos suspeitos de envolvimento na ação criminosa usavam nomes falsos. Um deles havia sido condenado por assassinato no estado de Rondônia. Tio e sobrinho estavam na fazenda onde parte do material foi apreendido durante a operação.

Com a descoberta, um novo inquérito será instaurado e os suspeitos passam a responder também por falsificação de documento público, falsidade ideológica uso de documento falso. De acordo com o delegado Romildo Grota, responsável pelo caso, um dos homens, que à ocasião da prisão disse ter 33 anos, possui, na verdade, 29 anos.

"Ele usava o nome do irmão e tem 29 anos. Tem um mandado de prisão por latrocínio em Alta Floresta Do Oeste, em Rondônia, condenado por 27 anos de prisão. Ele confessou que usava identidade falsa, estava no regime semiaberto e foragiu. O mandado foi expedido em setembro de 2009", disse Grota, ao G1.

Já o segundo suspeito, que dizia ter 52 anos, possui 48 anos. "Este fez uma certidão de nascimento falsa há alguns anos e registrou os filhos no nome falso. Ele morava em Guaíra (PR), na fronteira do Brasil com o Paraguai, e veio embora para Mato Grosso", acrescentou o delegado.

A perícia realizada nos veículos apreendidos, que ao todo somam 12 de grande porte, comprovou adulteração, de acordo com o delegado.

Reconhecimento

Grota explica que a partir da prisão dos dois suspeitos, caminhoneiros vítimas de assaltos nos últimos meses em Mato Grosso e representantes de empresas já começaram a procurar a polícia para fazer o reconhecimento dos suspeitos e dos bens apreendidos. "Um dos motoristas que foi levado para o cativeiro depois do roubo da carreta disse que viu um dos dois homens", finalizou o delegado. Estima-se que o patrimônio apreendido supere os R$ 2 milhões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 104 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal