Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

19/10/2011 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatária faz 12 vítimas usando programa habitacional da prefeitura

Emdhap informou que a mulher promete sorteio de casas e cobra R$ 90 pelos encargos.

A Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba (Emdhap) divulgou um alerta à população contra uma fraude cometida por uma mulher, que tem convocado os piracicabanos para um suposto sorteio da casa própria. De acordo com a Emdhap, pelo menos 12 pessoas foram enganadas por ela, que dá o nome de Raquel quando se apresenta para as vítimas do golpe.

Segundo a empresa, que informou não ter nenhuma funcionária chamada Raquel, desde o último dia 28 de setembro, várias pessoas têm ido ao Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas e à sede da Emdhap dizendo ter assinado um contrato que daria a elas o direito de participar do sorteio de casa própria. A golpista, de acordo com relatos das vítimas, teria cobrado R$ 90 para que elas pudessem assinar o documento.

O presidente diretor da Emdhap, Walter Godoy dos Santos, afirmou que esta ação é uma nova modalidade de golpe instaurada no município. "A Emdhap não está fazendo nada disso. É gente que está se aproveitando", disse. Ele destacou ainda que a empresa está em alerta. "É preciso que qualquer caso semelhante seja denunciado à polícia", afirmou.

Santos e o secretário-executivo da Defesa Civil, Carlos Alberto Razano, explicam que não há qualquer sorteio previsto e a própria autarquia faz a convocação da população quando algum sorteio vai ser realizado. A empresa informa ainda que não cobra ou recebe qualquer valor de forma direta. Os valores são pagos por meio de boleto bancário.

O número de lesados pelo golpe pode ser muito maior. As 12 vítimas que a Emdhap diz ter caído na fraude são apenas as que foram pessoalmente na sede da autarquia fazer a reclamação. Além disso, outras pessoas ligaram para reclamar do ocorrido e disseram também terem sido enganadas.

A Emdhap afirmou ter acionado a Polícia Civil, mas ainda não há informação de registro de boletim de ocorrência. A Polícia Civil informou, por meio do delegado Luís Henrique Zago, que para que haja um procedimento de investigação, é necessário o registro do BO.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal