Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/10/2011 - Capital News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário que chorava ao telefone pedindo dinheiro para velório da mãe ou esposa está preso

Por: Alessandra Carvalho


O caminhoneiro Sidnei Rodrigues de Souza, 36 anos, está sendo acusado de ter cometido 15 estelionatos em fazendeiros e proprietários de açougues. Ele foi preso em frente da 7ª Delegacia de Polícia Civil, na tarde de ontem (19), por volta das 15 horas, tentando cometer mais um golpe contra um açougueiro que mora no bairro Jardim Aeroporto, em Campo Grande.

Os policiais reconheceram ele de outros estelionatos cometidos no ano de 2010. O açougueiro desconfiou que seria um golpe e foi para a delegacia denunciar o caso.

Sidnei foi preso em flagrante e iria receber uma parcela de R$ 800. Segundo o delegado Natanael Costa, ele ligava na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e se passava por vendedor de gados.

E conseguia pegar os telefones de açougueiros e fazendeiros e oferecia gados com preços menores que o mercado oferece. Sidnei usava dois telefones, um era para se passar como vendedor e outro era para confirmar a compra como um fazendeiro.

Conforme o delegado Costa, ele tinha uma facilidade de convencer os clientes a pagar uma parcela adiantada. Ele ligava chorando para as vítimas e pedia para eles adiantar o dinheiro em uma conta bancária para fazer o velório e enterro da mãe ou esposa que tinha acabado de morrer.

Ele cometeu vários golpes em Campo Grande e Sidrolândia. Teve um agropecuário que chegou a pagar R$ 8 mil em uma conta bancária acreditando que iria comprar algum gado mais barato. O caso está registrado na 4ª Delegacia de Polícia.

O caminhoneiro usava várias contas bancárias para a polícia não desconfiar. Ele pedia para outras pessoas informar os números da conta bancária e sacar o dinheiro para ele.

Na manhã de hoje (20), um agropecuário de Sidrolândia tinha enviado R$ 2 mil em uma conta bancária que seria entregue para Sidnei. A polícia ligou para a vítima e pediu para o agropecuário passar na delegacia e pegar o dinheiro de volta porque teria caído em um golpe.

Sidnei disse que resolveu cometer os golpes de estelionato para pagar os dois meses de aluguel que estava atrasado. “ Estava com a motocicleta do meu cunhado e desempregado tinha que arrumar dinheiro, tenho mulheres e filhos. E peço desculpas para eles”, cita.

Atualmente ele estava em liberdade condicional e deve continuar respondendo pelo crime de estelionato com dois a cinco anos de reclusão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 170 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal