Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/10/2011 - Jornal de Negócios Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grécia nacionaliza banco suspeito de lavagem de dinheiro

Por: Eva Gaspar

Atenas activou hoje o envelope da ajuda externa destinada à banca. Objectivo: salvar o Proton, um pequeno banco às voltas com a justiça devido aos créditos fornecidos ao seu maior accionista.

O banco central da Grécia anunciou hoje ter activado o fundo de resgate para a banca, incluido na ajuda externa destinada ao país, para salvar o Proton Bank.

A intervenção resulta na efectiva nacionalização do pequeno banco que está sob investigação por alegadamente quer violado a legislação nacional que tenta prevenir operações de branqueamento de capitais.

O Proton converte-se assim no primeiro banco grego a beneficiar do envelope financeiro concedido pela comunidade internacional para a banca, no âmbito do empréstimo de 110 mil milhões de euros ao país, acordado em Maio de 2010.

Este envelope está actualmente fixado em 10 mil milhões de euros, mas o seu valor pode ser triplicado, no quadro das negociações em curso com vista ao reforço da própria assistência financeira ao país.

Segundo informa a Reuters, o banco conta com uma rede de 31 sucursais, tem um valor de mercado de 11 milhões de euros e reportou activos no valor de 3,8 mil milhões de euros no fim do primeiro trimestre deste ano.

O Banco Central da Grécia esclarece que a intervenção no banco nada tem a ver com problemas de solvabilidade, mas com crédito malparado decorrente de operações suspeitas que envolvem empresário Lavrentis Lavrentiadis, 39 anos, que detinha um quinto do capital do banco e que havia sido recentemente distinguido pela Ernst&Young como "Empresário grego do ano".

"O novo banco, livre das deficiências do anterior, é financeiramente sólido e prosseguirá com normalidade as suas operações”, assegura o Banco da Grécia, em comunicado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 122 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal