Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

13/10/2011 - O Fuxico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Tudo sobre a prisão do hacker que divulgou fotos nuas de Scarlett Johansson

Por: Luigi Civalli

Christopher Chaney também estaria envolvido em outros casos com celebridades.

Nos últimos dias a Operação Hackerazzi ganhou destaque em todo o mundo. O hacker Christopher Chaney acusado por invadir o smartphone de Scarlett Johansson e divulgar fotos da atriz nua, foi preso na última quarta-feira (12), após uma bem estruturada operação do FBI. Após o pagamento de uma fiança de US$ 10 mil (R$ 17,6 mil), ele foi libertado e responderá processo em liberdade, mas terá que obedecer as determinações da justiça e viver com seus pais até que tudo seja esclarecido.

Mas a vida de Chaney não está nada tranqüila, mesmo em liberdade. O hacker será julgado e, caso condenado, ele poderá pegar até 121 anos de prisão. Em entrevista à CNN, ele declarou que o hábito de invadir a privacidade de famosos "começou como curiosidade e depois virou vício”.

"Peço desculpas profundamente", declarou Chaney que, segundo suas próprias palavras, "usou sua habilidade no computador para ver o outro lado do que as pessoas só conseguem ver no cinema".

"Eu sei o que eu fiz é provavelmente a pior invasão de privacidade que qualquer um poderia fazer. Eu não estou tentando escapar do que eu fiz. Foi um erro. E eu tenho que enfrentar isso e seguir em frente ", disse visivelmente assustado diante das câmeras.

Chaney pode pegar até 121 anos de prisão se for condenado por 26 acusações, incluindo o acesso e danos a computadores, escuta telefônica e falsificação.

O réu usou três nomes falsos para realizar ataques.

Um mar de processos

Existem 26 acusações contra Chaney, incluindo invasão de computadores e smartphones de mais de 50 pessoas e roubo de identidade, incluindo diversas celebridades. Além de Johansson, também estão na lista Christina Aguilera, a atriz Mila Kunis e a estilista Simone Harouche.

A história de Chaney recoloca em evidência um tipo específico de hacker, o hackerazzi que busca fotos e informações confidenciais sobre celebridades, uma mistura de hacker com paparazzi.

Vale lembrar que esta não é uma atividade inédita, já que em 2005, um hacker invadiu o smartphone de Paris Hilton e conseguiu furtar fotos e informações confidenciais da socialite.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 131 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal