Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/09/2007 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos aplicam golpes com mensagens para celulares


SÃO PAULO - Presos em cadeias do Ceará estão enviando mensagens de texto para telefones celulares em São Paulo na tentativa de enganar os consumidores. Os golpistas oferecem prêmios em troca de depósitos em dinheiro e cartões telefônicos. A mensagem, em nome de grandes indústrias e de empresas de comunicação, é para atrair a vítima. O dono do telefone liga para o número indicado na mensagem e o golpista, que se passa por atendente, confirma o prêmio.

- Tu passa a ser ganhador de um lindo gol flex power avaliado em R$ 36.900. Parabéns! O senhor deseja o valor ou o veículo? - disfarça o criminoso, em conversa gravada pela reportagem do SPTV.

A promessa é de que o carro será entregue imediatamente. Mas, antes é preciso fazer uma espécie de doação, que o próprio golpista explica.

- A senhora registra o seu prêmio doando 1% do valor do seu automóvel, senhora. Um por cento são 320 reais, que a senhora irá doar em uma lotérica ou uma agência bancária. Qual é o seu banco? - pergunta o criminoso.

Tudo tem que ser feito rapidamente:

- O senhor vai precisar de 40 minutos pra substituir CPF e RG, que por medida de sua segurança não pode vazar nenhum tipo de dados pessoais por esse telefone, certo?

- Não tem perigo de ser nenhum golpe, não? - pergunta o repórter.

- Não tem perigo. Isso é um trabalho sério e verídico, cliente - diz o criminoso.

O comerciante Marcelo Risegato recebeu a mensagem na hora que comprava o celular e resolveu apagar.

- Nem tinha ligado ainda o telefone e já apareceu, inclusive foi a moça, a atendente da loja, que recebeu a mensagem - conta Risegato.

Segundo a polícia, as mensagens são disparadas de dentro do Instituto Penal Paulo Sarasati, em Fortaleza, no Ceará, para vários pontos do país. São os presidiários que oferecem os prêmios. O golpe é investigado há um ano. Trezentos celulares já foram apreendidos em presídios do Ceará. Os telefones são usados na comunicação entre bandidos e no planejamento de crimes.

A polícia explica como evitar a fraude.

- A pessoa não deve acreditar em milagre. Quando a esmola é muita, o santo desconfia, como diz o ditado popular. Ninguém ganha uma promoção sem ter se inscrito - diz o delegado Fábio Pinheiro Lopes.

Quando se recebe uma mensagem como essa, o melhor a fazer é excluir, orienta ele.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 295 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal