Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/10/2011 - Correio do Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasil aumenta envio de spams e mantém 3º lugar em ranking


O Brasil, no 3º trimestre de 2011, apresentou um aumento de 1,61% no envio de spams (mensagens eletrônicas envidadas para usuários sem eles terem solicitado) comparado ao período anterior, 2º trimestre do ano. O crescimento do envio de mensagens indesejadas fez com que o país mantivesse o posto de 3ª nação que mais envia spams do mundo. As informações são do levantamento "AVG Community Powered Threat" publicado nesta terça-feira (11) pela AVG, empresa da República Tcheca que desenvolve antivírus.

No segundo trimestre de 2011 (abril a junho), o Brasil era responsável pelo envio de 3,8% dos spams no mundo. Já no terceiro trimestre (julho a setembro), esse número saltou para 5,41%. Na atual conjuntura, o Brasil, segundo a AVG, só perde para os Estados Unidos, que envia 35,11% dos spams, e da Índia, responsável por 5,48%.

Quanto ao idioma das mensagens enviadas, há predominância do inglês (68,45%). No entanto, a língua portuguesa, que é a 6ª mais falada no mundo, é a terceira mais utilizada no envio de mensagens indispensáveis. A língua foi usada em 2,27%. Em segundo lugar, a AVG detectou que 18,56% dos spams foram enviadas em idiomas desconhecidos - provavelmente, fruto de más traduções, que misturam vários idiomas.

No que diz respeito aos domínios mais usados pelos spammers, alguns deles são de serviços famosos de e-mail. O mais utilizado é o Hotmail (serviço de e-mail da Microsoft) com 3,54%. Também consta na lista o Gmail (serviço de e-mail do Google) com 0,5% e o Facebook.com com a mesma porcentagem. O encurtador mais utilizado por usuários mal intencionados é o bit.ly.

Ataques mais utilizados

O ataque mais utilizado pelos cibercriminosos no terceiro trimestre do ano foi o "Rogue Scanner" com 27,95%. Apesar do nome em inglês, esse tipo de ameaça consiste em páginas Com programas falsos, que prometem escanear o computador do usuário para a remoção de vírus. No fim das contas, o usuário que cai neste tipo de golpe instalar malwares, programas mal-intencionados que podem roubar informações ou exercer controle sobre o computador.

Na sequência, vem os Blackhole Exploit Kit (16,74%), que são páginas que contêm scripts que também instalam malwares no PC; páginas de engenharia social (12,82%), que usam temas em voga para fazer o usuário acessá-la e, assim, instalar programas maliciosos e spams de farmácia (9,26%).

Vírus em aparelhos Android

Usuários de sistemas Android, além da loja de aplicativos oficial (Android Market), contam com outras opções de locais para baixar programas. Porém, o usuário deve ter cuidado com os "sistemas alternativos" de download, alerta a empresa.

No relatório, a empresa de segurança cita, por exemplo, a loja de aplicativo AppsLib. De acordo com a pesquisa, pelo menos dois usuários (kingmall2010 e zsone) desse site postaram versões infectadas de programas para Android, como Angry Birds, Advanced Task Killer e Bar Code Scanner.

Para usuários da plataforma de smartphone, a empresa aconselha que o dono do smartphone evite baixar aplicações de fontes confiáveis, faça uma busca pelo autor do aplicativo para saber o histórico. É recomendado também que o usuário preste atenção a programas estranhos que estão rodando no smartphone.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 171 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal