Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

07/10/2011 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Calçados: Camex investigará países que burlam as práticas antidumping

Por: Karla Santana Mamona


SÃO PAULO – A pedido da Abicalçados (Associação Brasileira das Indústrias de Calçados), a Câmara de Comércio Exterior irá investigar as importações de calçados procedentes da China, Vietnã e Indonésia. O período analisado será de julho de 2010 a julho de 2011.

A circular, publicada esta semana, afirmava que há elementos suficientes que indicam a existência de práticas elisivas que frustram a aplicação do direito antidumping nas importações brasileiras de calçados originárias da China.

De acordo com a Abicalçados, o governo se refere à tarifa de US$ 13,85, que vem sendo cobrada desde março de 2010 sobre os calçados importados da China.

Números diferentes

Em nota, o presidente da Abicalçados, Milton Cardoso, afirmou que a fraude é evidente em vários aspectos, especialmente nas estatísticas oficiais chinesas que apontam que o país, em 2010, exportou 13 mil toneladas de calçados para o Brasil, entretanto as estatísticas brasileiras indicam o ingresso de apenas 3,2 mil toneladas de calçados de origem chinesa.

“Ou seja, 29 milhões de pares mudaram de nacionalidade nos porões dos navios pelas mãos entrelaçadas dos importadores e dos exportadores”, ressalta Cardoso.

Ele acrescentou ainda que a investigação é extremamente necessária para que as fraudes nas importações sejam combatidas de forma imediata, para evitar demissões no setor neste final de ano. Somados maio, junho e julho deste ano houve a perda de 1404 vagas, contra a criação de 9,5 mil vagas nos mesmos meses de 2010.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 127 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal