Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

27/01/1900 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Seis presos em Tianguá por fraudes em licitações


Policiais civis cearenses, divididos em vários grupos, cumpriram, no começo da manhã de ontem, seis mandados de prisão preventiva no Município de Tianguá (a 311Km de Fortaleza), na Serra da Ibiapaba. A ação, realizada em conjunto com o Ministério Público Estadual, foi um desdobramento da ´Operação Província II´, que resultou na prisão de 12 pessoas, acusadas de envolvimento num esquema de desvio de verbas e fraudes em licitações, em agosto deste ano.

De acordo com o promotor Luiz Alcântara, da Procuradoria de Crimes Contra o Patrimônio Público (Procap), seis mandados de prisão foram cumpridos naquele Município. Foram presos o empresário Carlos Kennedy Fortuna de Araújo; Rodrigo Fortuna de Araújo, irmão de Carlos; Brena Cristina Barbosa Lima, chefe da divisão de transporte de Tianguá; Linard Silva da Rocha, chefe de licitações de Tianguá, além do comerciante José Sidney Dourado Gomes, e Ana Cláudia Siqueira. Documentos e computadores também foram apreendidos durante o cumprimento dos mandados.

Os presos foram trazidos para a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), em Fortaleza. "Estas pessoas estão sendo trazidas para a Procap e serão ouvidas amanhã (hoje), a partir das 9 horas", adiantou o promotor.

Na primeira parte da ´Província II´, 12 pessoas, entre gestores públicos, seus familiares e empresários, foram presas. Os prejuízos para os cofres públicos alcançam R$ 30 milhões nas fraudes em licitações.

Procurado pela Reportagem quando saía da Decap, na tarde de ontem, o advogado Leandro Vasques, que defende alguns dos acusados, afirmou que, "me pronunciarei após me inteirar da extensão da acusação. Mas, antevejo, que se trata de uma ação repetida por fatos continuados, adotarei as medidas jurídicas necessárias".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 304 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal