Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

27/09/2011 - Último Segundo / Grande Prêmio Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Banqueiro acusado de fraude na venda da F1 será julgado em outubro

Gehrard Gribkowsky, banqueiro preso desde janeiro acusado de participar de um esquema de corrupção e suborno na venda de ações da F1, tem seu julgamento na justiça alemã marcado para o dia 24 de outubro.

O julgamento de Gerhard Gribkowsky, banqueiro responsável pela venda das ações da F1 do Bayerische Landesbank ao grupo CVC em 2006, foi marcado para o dia 24 de outubro, segundo informações do jornal britânico ‘Financial Times’.

Gribkowsky foi preso em janeiro pela justiça alemã, acusado de fraude fiscal, corrupção e descumprimento de suas obrigações para com o banco devido a seu papel na venda das ações da categoria máxima do automobilismo.

O Bayerische Landesbank possuía 48% das ações da SLEC Holding, que controlava os direitos comerciais da F1, e Gribkowsky foi o intermediário da venda dessas ações ao grupo CVC. A questão é que o banqueiro recebeu uma propina de US$ 44 milhões – cerca de R$ 68 mi – do presidente da FOM, Bernie Ecclestone, para que as ações fossem negociadas a um valor abaixo do de mercado. Em contrapartida, Bernie recebeu de volta do banco uma quantia de US$ 41,4 milhões — R$ 64,3 mi —, além de US$ 25 milhões — 38 mi — depositados pelo Bayerische na conta de uma das empresas de sua família, a Bambino Holdings.

Embora Ecclestone confirme a negociação, o dirigente nega que ela tenha sido uma forma de suborno. Bernie ainda diz que foi uma reação à ameaças feitas por Gribkowsky. Segundo Ecclestone, o banqueiro ameaçou denunciar que a Bambino tinha participação do dirigente da FOM, o que o obrigaria a pagar impostos a altas taxas ao governo inglês.

O ‘Financial Times’ também conta que Ecclestone – que também está sob investigação - deve ser chamado para testemunhar sobre o caso frente a corte de Munique. “O senhor Ecclestone foi convidado a dar seu testemunho no próximo mês”, diz a reportagem. No entanto, Bernie não confirma se irá ao julgamento. “Estou certo de que, quando receber o convite, irei respondê-lo”, limitou-se a declarar.

A expectativa é de que Gribkowsky negue que as negociações com Ecclestone tenham ocorrido por causa de chantagens por parte do banqueiro. Já os promotores devem alegar que “embora Gribkowsky não tivesse histórico dentro do mundo do automobilismo, sua ambição era ou suceder Bernie Ecclestone ou se tornar um consultor independente”, explica a reportagem do ‘Times’.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 118 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal