Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

07/10/2011 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Israelense preso pela PF tem vasta ficha criminal no exterior


Rio - O israelense Yoram El Al, preso nesta sexta-feira durante operação da Polícia Federal, possui uma vasta ficha criminal no exterior. Fichado no site da Agência Americana Antidrogas (DEA), ele é acusado de crimes como lavagem de dinheiro, extorsão, estelionato, entre outros. A agência ressalta ainda que El Al é um criminoso "armado e perigoso" e oferece, inclusive, uma recompensa, não especificada, por informações que levassem a sua captura.

O homem já havia sido preso, em 2006, por tráfico internacional de ecstasy. No mesmo ano o governo brasileiro recebeu dois pedidos de extradição para Yoram, um dos Estados Unidos e outro do Uruguai, mas ele permaneceu no país.

Israelenses presos

Além de Yoram El Al, outro isralense, Meier Zloff, foi preso acusado de integrar organização criminosa que atuava no Brasil na exploração de máquinas caça-níqueis, entre outros crimes. Yoram é apontado como o braço internacional da quadrilha, responsável pela lavagem do dinheiro adquirido com a contravenção. Ele foi preso num apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

De acordo com a Polícia Federal, Yoram foi investigado devido aos grande número de bens e a falta de conhecimento das atividades desempenhadas por ele no país. O estrangeiro vivia legalmente no Brasil. Ainda segundo a PF, os carros usados importados para o Brasil vinham da Europa, Ásia e América Latina.

Três PMs entre os presos

Policiais federais prenderam três PMs do Rio durante a operação Black Ops. Até o momento, 13 pessoas foram detidas, sendo 10 no Rio e três no Espírito Santo. A ação é realizada no Rio e em pelo menos 12 estados e no Distrito Federal. Os agentes cumprem 23 mandados de prisão e 119 de busca e apreensão.

Dezenas de veículos importados foram apreendidos pelos policiais em três concessionárias na Barra. Alguns clientes que compraram carros nessas revendedoras, inclusive, foram abordados por agentes no início da manhã e tiveram seus veículos apreendidos. Os automóveis usados possuem documentação irregular e eram vendidos como novos. A investigação durou dois anos.

"Os carros usados eram trazidos do exterior pelos isralaenses e negociados no Brasil a preços de mercado a pessoas de boa fé", disse o superintendente da PF no Rio, Valmir Lemos de Oliveira. Um PM foi preso em Realengo. De acordo com a PF, os membros da máfia israelense integram uma grande organização conhecida como “Abergil Family” (Clã Albergil), que está envolvida em esquemas ilícitos em diversos países, como agiotagem, prostituição, jogo ilegal e tráfico de drogas.

Além das prisões e apreensões, foi realizado bloqueio de bens estimados no valor de R$ 50 milhões. Os policiais estiveram no bairro da Abolição, reduto do contraventor José Caruzzo Scafura, o Piruinha, que seria um dos alvos da ação. Um dos filhos dele também está sendo procurado.

Uma concessionária de revenda de veículos importados localizada na Barra da Tijuca, e que pertence a um dos filhos do bicheiro, também foi alvo dos federais. Vários veículos de luxo foram apreendidos.

De acordo com a PF, os presos poderão responder pelos crimes de contrabando e comércio ilegal de pedras preciosas, crime contra a economia popular, formação de quadrilha, crimes contra ordem tributária, lavagem de capitais, evasão de divisas, e outros delitos, estando sujeitos, de acordo com a participação, a penas de até 10 anos de prisão as quais poderão ser acumuladas ou aumentadas.

A investigação contou com o apoio externo de agências de inteligência de Israel, da Inglaterra e dos Estados Unidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 385 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal