Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

07/10/2011 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Alunos suspeitos de fraude em provas da escola Lato Sensu, em Manaus

Por: Cleidimar Pedroso

Foram canceladas as provas da unidade Adrianópolis e, também, da unidade do Centro, em medida que afetou, aproximadamente, 300 alunos.

Manaus - A promotora Cláudia Coelho, da Promotoria Especializada na Defesa dos Direitos Constitucionais do Cidadão (Prodedic), vai preparar uma Ação Cautelar Inominada para impedir que o Colégio Latu Sensu submeta todos os alunos do 3º ano a novas provas finais.

Cláudia Coelho e Sheila Andrade, da Promotoria de Defesa do Consumidor (Prodecon), acompanhadas pela Polícia Civil, estão na unidade Adrianópolis do Colégio Lato Sensu para investigar a suspeita de que 15 alunos do 3º ano da instituição contratram um hacker para obterem acesso às provas finais.

No momento, cerca de 50 pais de alunos na escola esperando explicações da diretoria, que até agora não se pronunciou. De acordo com a advogada Isabel Cipriano, mãe de um aluno do terceiro ano, nesta sexta-feira os alunos foram informados do cancelamento das provas de oito disciplinas por suspeita de vazamento das provas. A direção da escola começou a desconfiar porque alunos que tiravam notas muito baixas começaram a obter notas altas. A única disciplina que não teve as provas canceladas foi a de Língua Inglesa.

A escola foi investigar o fato e, segundo Isabel, uma aluna confessou que um grupo de 15 alunos pagou um hacker para invadir o site da escola e conseguir as provas antecipadamente. Foram canceladas as provas da unidade Adrianópolis e, também, da unidade do Centro, em medida que afetou, aproximadamente, 300 alunos.

Isabel Cipriano afirmou, ainda, que esteve no Conselho Estadual de Educação e foi informada de que a decisão tomada pela diretoria da escola não tinha nenhum parecer do Conselho, que prometeu investigar o caso. Vários formulários de denúncias estavam sendo distribuídos na manhã desta sexta-feira na escola.

A diretoria da escola ainda não fez nenhum pronunciamento oficial. O Lato Sensu é a melhor escola do Amazonas, de acordo com as notas obtidas em 2010 pelo Exame Nacional do Ensino Médio, sendo a 76ª melhor do Brasil.

Ação Cautelar

A Ação Cautelar prometida pela promotora Cláudia Coelho tem como objetivos garantir a informação a pais e alunos de todos os documentos a respeito do caso, bem como proibir a repetição de testes para alunos que não estejam envolvidos na suspeita de fraude, assim como garantir a nota dos mesmos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 230 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal