Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/09/2007 - Correio da Manhão Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Arrendavam casas que não existiam

Por: Sérgio Cardoso


GNR de Gaia, através do seu Núcleo de Investigação Criminal, deteve anteontem, pelas 18h00, um homem de 52 anos, pelo crime de burla qualificada e que, segundo apuraram as autoridades, actuava com outro indivíduo de 50 anos, este último identificado e constituído arguido, mas que permanece em liberdade.

Os alegados burlões, residentes nos concelhos de Gaia e Matosinhos, deslocavam-se a agências de publicidade e colocavam anúncios, em jornais de grande tiragem, prometendo arrendar apartamentos em Armação de Pêra e Albufeira, no Algarve.

Perante “o preço apetecível”, como adjectiva a GNR, bem abaixo das quantias habitualmente praticadas, foram vários os interessados no arrendamento. Assim que entravam em contacto para os números de telefone do anúncio, as pessoas recebiam o pedido de uma entrada monetária, que deveria ser depositada num Número de Identificação Bancária que os próprios burlões forneciam aos interessados. Os valores dessa entrada variavam entre os 200 e os 400 euros.

O pior vinha mais tarde. Quando as pessoas se deslocavam de férias até ao Algarve, julgando ter uma habitação à sua espera, deparavam--se com a sua total ausência e o que parecia ser um excelente negócio de Verão tornava-se num pesadelo.

Os ataques dos burlões incidiram principalmente na zona Norte do País, tendo-se registado 28 casos denunciados às autoridades. Os lesados residem nos concelhos de Famalicão, Marco de Canaveses, Vila Nova de Gaia, Estarreja, Maia, Trofa, Gondomar e Ovar. A GNR deixa ainda em aberto a possibilidade de novas queixas, suspeitando que o número de casos seja apenas uma fatia do bolo que os fraudulentos juntaram durante este Verão.

Nas investigações, a GNR encontrou vários documentos relacionados com as fraudes nas residências dos alegados burlões, que têm já registo de cumprimento de penas. De facto, o detido de 52 anos encontrava-se mesmo em liberdade condicional. Ontem, foi presente ao Tribunal Judicial de Gaia.

AO PORMENOR

VERGONHA

Entre identificações e denúncias, a GNR registou 28 casos, mas admite que estes possam ser muitos mais. A vergonha de admitir que foram enganados leva, muitas vezes, à opção dos lesados em manter o silêncio.

PRECAUÇÃO

Uma das principais armas deste tipo de burlas passa pelo baixo preço anunciado. Já o povo diz que “quando a esmola é muita, o pobre desconfia”, por isso um pouco de precaução é recomendável para evitar desilusões.

ALGARVE

Escolha habitual entre os portugueses para destino de férias, o Algarve é sempre uma região apelativa, o que é aproveitado pelos burlões. Desta vez, Albufeira e Armação de Pêra foram os locais das habitações fictícias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 285 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal