Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/08/2011 - Decision Report Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Usuários cuidam das finanças em ambientes não seguros


A partir de dados coletados recentemente, os quais revelam que muitos clientes ainda não estão protegidos nem pelos softwares antivírus básicos ao efetuar acesso aos serviços bancários pela Internet, a McAfee empresa lançou um guia educacional para utilização mais segura de serviços bancários em computadores, tablets ou dispositivos móveis. A Javelin Strategy & Research descobriu, em 2010, que 47% das pessoas nos Estados Unidos que controlam as finanças em ambientes domésticos não têm um software antivírus instalado.

Ao combinar o conhecimento da McAfee com os dados mais recentes sobre operações bancárias nos Estados Unidos, a empresa descobriu que a maioria dos clientes se enquadra em uma dentre três categorias de comportamento ao utilizar serviços bancários on-line e que a idade tem um papel relevante nos hábitos de segurança na Internet. O nível de confiança da maioria das pessoas ao usar o banco na rede mundial está associado ao seu nível geral de conforto para operações on-line, inclusive sua participação em atividades como compras, pesquisas e utilização de redes sociais.

A McAfee identificou três tipos principais de personalidade associados ao uso de serviços bancários pela Internet e em dispositivos móveis e oferece dicas personalizadas para cada grupo em seu guia de operações bancárias on-line seguras. Algumas das atividades e do comportamento na realização de transações bancárias on-line são comuns em diversos países.

1. Competente, mas descuidado: De 18 a 24 anos: Este grupo é o que se sente mais confortável com a tecnologia, mas tende ao excesso de confiança, deixando de lado até as práticas mais básicas de segurança. O resultado é que este grupo se torna vulnerável a malwares em operações bancárias, sendo que 68% destas pessoas não têm nem mesmo um software antivírus básico instalado em seus computadores, de acordo com o levantamento da Javelin Strategy & Research.

2. Confiante, mas casual: De 25 a 45 anos: Este grupo usa a internet para o trabalho e para tarefas pessoais e são os usuários mais frequentes de serviços bancários on-line. De acordo com a Javelin, é mais provável que eles tenham um software antivírus instalado, sendo que 42% dos usuários de 25 a 34 anos e 47% dos usuários de 35 a 44 anos usam um. No entanto, de acordo com uma pesquisa da NCSA/APWG de agosto de 2010, este grupo tende a ser casual ou superconfiante quanto à segurança, sendo que 52% dos usuários de 25 a 44 anos acham que já estão fazendo tudo que é necessário para se manter em segurança na Internet.

3. Conservador e cuidadoso: Mais de 45 anos: Este grupo não está tão familiarizado com a tecnologia quanto as gerações mais novas e uma porcentagem pequena usa o banco pela Internet. A Javelin descobriu que estas pessoas tendem a ser mais cautelosas e, como resultado, estão mais protegidas do que o grupo mais jovem, sendo que aproximadamente 55% delas têm um software de segurança instalado. Este grupo deve continuar tendo cuidado com fraudes bancárias fora da Internet. Pesquisas mostraram, por exemplo, que alguns cidadãos americanos mais velhos estão vulneráveis a mensagens de voz automáticas que solicitam números de contas financeiras.

Serviços bancários na mobilidade

De acordo com a Forrester Research, em sua projeção de janeiro de 2011 para serviços bancários em dispositivos móveis nos Estados Unidos, o uso do banco em dispositivos móveis teve um rápido crescimento naquele país nos últimos três anos, mais do que dobrando de 5% dos adultos com acesso à Internet em 2007 para 12% no segundo trimestre de 2010. Além disso, a Forrester prevê que um em cada cinco adultos americanos (ou seja, 50 milhões de pessoas) será usuário de bancos em dispositivos móveis até 2015. É importante lembrar que, embora o uso de serviços bancários em dispositivos móveis seja muito conveniente, ainda assim é importante ter cuidado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 148 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal