Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/08/2011 - Diário de Pernambuco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pernambuco perde R$ 900 mi com fraudes

Por: Gean França

Procuradoria da República aponta saúde e educação como as pastas mais atingidas pela corrupção.

A corrupção na gestão de recursos públicos faz escorrer pelo ralo mais de R$ 900 milhões por ano em Pernambuco. A projeção foi apresentada, ontem, durante encontro dos representantes do Ministério Público Federal no Nordeste, ocorrido no Recife. O montante representa 1% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado, estimado em R$ 94,3 bilhões, segundo a projeção para 2010 feita pela Agência Condepe/Fidem. No Brasil, o rombo estimado gira em torno de R$ 36 bilhões.

Uma situação que os órgãos de controle prometem combater. De acordo com o procurador regional da República e um dos coordenadores do evento, Fábio George Cruz da Nóbrega, as áreas com maior registro de recursos públicos desviados são saúde e educação. Para piorar, segundo o MPF, no Nordeste, aproximadamente 25% do que é repassado pela União não chega ao seu destino.

Esse, segundo Fábio George, é o motivo para a falta de carteiras, merenda escolar e remédios nos municípios nordestinos. “O impacto que isso tem é muito grande. Uma enorme parcela da população deixa de ter acesso a serviços essenciais, o que melhoria a qualidade de vida deles”, justificou o procurador, ressaltando que os desvios são mais comuns nos pequenos municípios.

O principal motivo para a escalada da corrupção no interior, acreditam os procuradores, é a falha na fiscalização. A Polícia Federal (PF), o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU), eles lembram, só têm unidades nas principais cidades. Por conta disso, os procuradores do Nordeste estão discutindo no encontro, que se estende até hoje, estratégias para ampliar a fiscalização.

“A ideia que está sendo desenvolvida é a capacitação dos vereadores. Afinal, fiscalizar o Executivo é uma das funções do Poder Legislativo”, disse Fábio George. “A corrupção impacta a vida de todos. Portanto, é preciso que todos estejam preocupados. Isso também é um dever de todo cidadão”, acrescentou o procurador.

Assim como Fábio George, o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) e coordenador do Fórum de Combate à Corrupção (Focco), em Pernambuco, Evaldo Araújo, ressaltou que a melhor forma de ampliar o combate aos desvios de recursos é envolver a população no processo de fiscalização. “Possuímos canais para denúncia, inclusive no Twitter. O cidadão pode, sim, contribuir com esse controle social”, reforçou. Durante o encontro, os órgãos participantes discutem, entre outras coisas, as experiências desenvolvidas na área de abrangência do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e Sergipe).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 179 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal