Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/08/2011 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário é preso enquanto visitava a mãe no Hospital Estadual

Ele havia sido autuado pelo crime, mas respondia ao processo em liberdade, já que usava a identidade de um irmão morto e "ficha limpa".

A Polícia Civil, através da Delegacia de Investigações Gerais de Bauru (DIG), prendeu nesta quinta-feira o estelionatário Jorge Luiz Batista de Campos, de 43 anos, quando este visitava sua mãe, que está internada no Hospital Estadual de Bauru.

Ele foi autuado em flagrante por crime de tentativa de estelionato em Arealva, na última sexta-feira (29), quando tentava fazer um aposentado sacar R$ 2 mil com a promessa de entregar ao idoso uma televisão de 42 polegadas. A mesma vítima já havia comprado um colchão supostamente ortopédico do estelionatário pelo preço de R$ 3.700.

Na ocasião de sua autuação, Jorge Luiz Batista de Campos apresentou-se à polícia com o nome de seu irmão, André Luiz Batista de Campos, que já morreu.

A polícia não suspeitou que ele estivesse usando o nome falso, já que Jorge e o irmão falecido são fisicamente semelhantes e os dados de filiação e local de nascimento são os mesmos. Como o irmão do estelionatário tinha a ficha criminal limpa, Jorge pagou fiança para poder responder o processo em liberdade.

No entanto, o delegado de Arealva, que lavrou o flagrante de estelionato, efetuou uma consulta ao banco de dados da Delegacia de Investigações Gerais e descobriu que o homem autuado era Jorge, que já possuia cadastrado por crime de estelionato e tinha em aberto um mandado de prisão expedido por esse crime, além de dívidas pelo não pagamento de pensão alimentícia.

Descoberta a farsa, as equipes da DIG e da Delegacia de Arealva se mobilizaram para recapturá-lo, sendo ele detido na manhã desta quinta-feira, no interior do Hospital Estadual de Bauru, quando visitava a mãe, que está internada.

Segundo apurado pela DIG, Jorge responde a inúmeros inquéritos por estelionato e, após sua prisão, diversas unidades policiais de Bauru e região solicitaram informações a respeito do preso e dos demais envolvidos no “golpe do colchão”.

Agora, além do crime de estelionato, ele responderá também no mesmo inquérito pelo crime de falsa identidade, perdendo o direito a responder o processo em liberdade. Eventuais vítimas do estelionatário podem entrar em contato com a DIG através do telefone 3224-3090 ou 197.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal