Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/08/2011 - Plenário / FaxAju Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Condenados envolvidos em fraudes ao INSS


Um ex-servidor do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e um atravessador foram condenados por cometerem diversas fraudes na concessão e revisão de benefícios. O prejuízo causado aos cofres públicos ultrapassa os R$ 850 mil em valores não atualizados.

No âmbito do processo movido pelo Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) ficou comprovado que o então servidor do INSS José Aderaldo de Santana, a fim de fraudar os requerimentos de benefícios, utilizou informações laborais falsas, falsificou documentos e manipulou o sistema informatizado do Instituto. Os segurados eram cooptados por Gileno Alves de Lima, que agia como atravessador, cobrando valores de R$ 400 a R$ 500 para proceder as irregularidades.

O INSS identificou as fraudes e realizou um procedimento administrativo disciplinar (PAD) contra o José Aderaldo. O PAD identificou 53 benefícios concedidos ou revistos irregularmente e, ao final, determinou a exoneração de José Aderaldo. O próprio Instituto remeteu ao MPF/SE as informações do PAD a fim de que o ex-servidor e o atravessador pudessem ser processados civilmente.

Ambos foram condenados a ressarcirem integralmente o dano causado aos cofres públicos, tiveram os direitos políticos suspensos por oito anos e ficam proibidos de contratar com o Poder Público por dez anos. Além disso, José Aderaldo irá pagar multa de R$ 5.400 e Gileno Alves, multa de R$ 1 mil. Eles ainda poderão recorrer.

O número do processo é o 0000314-29.2010.4.05.8500

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 196 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal