Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/08/2011 - Jornal da Madeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bancos tomam medidas de segurança online


A Associação Portuguesa de Bancos lembra que "a proteção de qualquer computador depende, acima de tudo, do seu utilizador e o não cumprimento de algumas regras básicas para uma boa utilização é como abrir a porta de casa a desconhecidos".
Os principais bancos portugueses iniciaram ontem uma campanha de sensibilização que pretende ajudar os clientes a utilizar de forma segura os serviços de homebanking. A campanha foi criada pelo Fórum Interbancário para a Segurança Online que junta os representantes de vários bancos na Associação Portuguesa de Bancos.
Embora com imagens ajustadas a cada portal, as mensagens da campanha são comuns e alertam para a necessidade de manter os programas de segurança atualizados, desconfiar de emails de origem desconhecida e a razoabilidade de não instalar programas de fiabilidade duvidosa.
Em comunicado, a APB lembra que "a proteção de qualquer computador depende, acima de tudo, do seu utilizador e o não cumprimento de algumas regras básicas para uma boa utilização é como abrir a porta de casa a desconhecidos".
Ainda recentemente a Polícia Judiciária admitia que o número de ataques a serviços bancários tem crescido e que, nos primeiros seis meses do ano detetou 40 esquemas de fraude, e que 20 mil clientes terão sido alvo de ataques.
Mesmo sem abordar números de utilizadores que terão sido prejudicados por este esquema, a APB lembra que "alguns utilizadores de sistemas de banca eletrónica poderão ser desta forma [com esquemas fraudulentos] ludibriados seguindo as instruções de alguém que nada mais pretende do que obter indevidamente dados que serão utilizados de forma abusiva".
Ainda na semana passada, o TeK publiccou os resultados de um inquérito realizado aos leitores sobre o investimento dos bancos em segurança, que mostra que a maioria acredita não ser suficiente.
As fraudes relacionam-se habitualmente com esquemas de phishing que conseguem enganar os utilizadores, embora muitos possam ser facilmente identificados e sejam alvo de alertas pelas entidades.
O TEK perguntou aos leitores se os bancos e as instituições financeiras investem o suficiente em medidas de segurança para os serviços online, até porque alguns abandonaram sistemas de autenticação mais fortes, mas mais onerosos. De um total de 1.229 respostas, a maioria dos leitores (40%) optou por dizer que Não. Mesmo assim 23% dos que responderam acreditam que o investimento é suficiente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 164 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal