Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/08/2011 - Último Segundo / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vítimas de Madoff não vão poder reivindicar rentabilidades e ganhos

Decisão foi do Tribunal de Apelações de Nova York.

NOVA YORK - As vítimas da fraude de Bernard Madoff têm o direito de reivindicar apenas o dinheiro que investiram no fundo do ex-financista, mas não as rentabilidades e os ganhos que estavam contratualizados, ditou nesta terça-feira o Tribunal de Apelações do Segundo Circuito Federal de Nova York.

O juiz Dennis Jacobs indicou que o fideicomisso encarregado de liquidar os bens de Madoff, Irving Picard, vai poder distribuir os pagamentos em função dos "ativos líquidos" e não dos supostos lucros líquidos de cada investidor, segundo o texto da decisão judicial.

Com isso, Jacobs respaldou o método do fideicomisso frente à reivindicação apresentada por um grupo de antigos investidores - entre eles os donos da equipe de beisebol dos Mets de Nova York - que exigiram serem indenizados pelos lucros que supostamente obtiveram de seus investimentos confiantes ao fundo Bernard L. Madoff Investment & Securities (BLMIS).

Esses investidores, conhecidos como "ganhadores líquidos", tinham recorrido a uma decisão anterior do juiz Burton Lifland que lhes negava o direito de reivindicar uma compensação por suas rentabilidades já que os extratos que Madoff apresentava eram "inteiramente fictícios" e "não refletiam as posições atuais dos ativos que poderiam ser liquidados".

Por sua vez, o Tribunal de Apelações do Segundo Circuito Federal de Nova York assinalou nesta terça-feira que aquelas condições bancárias "refletiam transações impossíveis e o fideicomisso não é obrigado a agir como Madoff e, portanto, tratar os extratos de seus clientes como reflexos da realidade".

Até o momento, o fideicomisso do ex-finacista conseguiu arrecadar US$ 8,6 bilhões para indenizar aos afetados pelo maior esquema Ponzi jamais descoberto em Wall Street, cerca da metade dos US$ 17,3 bilhões que os clientes perderam e que interpuseram reivindicações válidas perante o fideicomisso.

Madoff, de 73 anos, cumpre uma condenação de 150 anos de prisão por manter uma estrutura financeira piramidal com a qual conseguiu atrair enormes somas de dinheiro com a falsa promessa de investir tudo e obter elevados lucro, o que acarretou em um prejuízo de US$ 65 bilhões a investidores de todo o mundo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 247 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal