Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/08/2007 - O Globo Online / Diário de SP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Maioria dos devedores dá calote acima de R$ 1.001


SÃO PAULO - Mais da metade dos consumidores (52%) que estão com o nome na lista de devedores do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) ainda não procuraram o credor para tentar renegociar a dívida e limpar o nome. A informação é da Associação Comercial de São Paulo.

O estudo mostra que 36% deviam apenas para uma empresa. Para mais de quatro, eram 16% de devedores compulsivos. Até R$ 300, são 19% dos devedores, sendo que a maioria (45,64%) está na faixa acima de R$ 1.001.

O principal motivo para a inadimplência é o desemprego. "A pessoa fica desempregada e não consegue mais pagar suas parcelas", afirma ela. Outros motivos comuns para a inadimplência são doença na família e descontrole nos gastos. A fraude e o calote de caso pensado, diz Roseli, não são tão comuns, mas é o motivo que gera as dívidas mais altas, uma vez que a pessoa não está preocupada em pagar o valor em algum dia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal