Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/07/2011 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário foragido da Justiça de Brasília é preso no Maranhão


As polícias civil e militar do município maranhense de Passagem Franca e a Delegacia do Consumidor (Decom) de Brasília, transferiram na nesta quarta-feira (20), à capital federal, o estelionatário Jackson Bandeira Barra, de 28 anos. Ele criou uma empresa de turismo chamada Turismo Vip Tour Viagens e Eventos, localizada no Bairro Guará II, no Distrito Federal, para aplicar golpes em pessoas com pacotes de viagens falsos.

Natural de Passagem Franca, Jackson Bandeira foi detido em cumprimento a um mandado judicial expedido pela 8ª Vara Criminal de Brasília pelo crime de estelionato. Conforme informações do delegado de Passagem Franca, Firmino Pio Vilarinho, o estelionatário teria montado uma empresa na região Guará II em Brasília, onde vendia pacotes de viagens com tudo pago. Jackson Bandeira, de acordo com a polícia, aplicava golpes vendendo esses roteiros de viagens, todos falsificados, lesando dezenas de pessoas.

Ainda segundo a polícia, o estelionatário conseguia ludibriar as vítimas com um bom discurso, justamente para facilitar seu ato criminoso. A Polícia acredita que o crime tenha sido algo premeditado, onde Jackson já havia planejado sua ida à Brasília para montar a empresa de Turismo.

Investigações da Polícia apontam que golpe rendeu mais de R$ 1 milhão a Jackson Bandeira. Entre as vítimas do estelionatário estavam policiais militares e civis, empresários e até mesmo algumas igrejas.

Uma vítima do suspeito que não quis se identificar disse ter adquirido um pacote de viagens para a Europa, mas quando foi checar na companhia aérea, os bilhetes não haviam sido comprados. O documento encaminhado pela agência mostrava a confirmação apenas da reserva, apesar de ter pago R$ 1,6 mil à suposta empresa do criminoso.

Com base nesses dados, investigadores da Delegacia do Consumidor de Brasília, coordenada pela delegada Suzana Roberto Orlando, entrou em contato com as polícias da cidade de Passagem Franca, justamente para facilitar a localização, já que o suspeito é natural do município.

Após as investigações, a Comarca de Brasília expediu um mandado de prisão preventiva, que foi cumprido pelas políciais Militar e Civil de Passagem Franca. No momento da prisão, Jackson estava em uma festa no Clube 10 de Janeiro localizado naquele município.

Depois de todos os procedimentos realizados em Passagem Franca, Jackson foi transferido para Brasília onde ficará custodiado aguardando decisão judicial da 8 ª Vara Criminal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 170 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal