Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/07/2011 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dono de asilo é suspeito de fazer empréstimo em nome de idosa

Dívida chega a R$ 15 mil; casa de repouso foi interditada por irregularidades.

A Polícia Civil de Araraquara, na região Central do Estado de São Paulo, está investigando se o dono de uma casa de repouso usou nome de uma idosa de 81 anos para fazer um empréstimo bancário e alugar uma casa. O possível golpe só foi descoberto depois que o asilo foi fechado.

O sobrinho da idosa, Renor Pedroso de Moraes, conta que o nome da tia foi usado no contrato de locação como fiadora da casa de repouso. Como nenhuma prestação do aluguel foi paga, nem as contas de energia e água, a idosa foi intimada pela Justiça. A dívida chega a mais de R$ 15 mil.

O dono da casa de repouso, que não teve a identidade divulgada, também teria feito um empréstimo consignado no nome dela. Ao todo, são 60 parcelas que no total chegam a quase R$ 10 mil. “Para mim é um estelionato. Não é possível uma senhora pagar uma dívida de R$ 10 mil, sendo que ela não pegou nenhum tostão”, lamentou.

O asilo foi interditado no começo de junho por fiscais da Vigilância Sanitária. Foram encontradas várias irregularidades, como falta de higiene e problemas de infraestrutura.

O caso foi parar na delegacia e um inquérito foi aberto para apurar as responsabilidades do dono do asilo. Ele pode responder por vários crimes previstos no estatuto do idoso. “Só o fato de ter feito o empréstimo no cartão de uma das idosas, já configuraria um dos crimes previstos no estatuto. Nós também estamos apurando se havia maus-tratos”, disse a delegada Meirelene de Castro Rodrigues.

Depois da interdição do asilo, alguns idosos foram trazidos para uma casa em Ribeirão Bonito. De acordo com os vizinhos, dois deles continuam no local, mas a casa não tem estrutura alguma para dar esse tipo de atendimento.

Um homem, que preferiu não se identificar, mora no mesmo bairro onde fica o asilo improvisado. Ele disse que já houve maus-tratos. “Teve uma delas que tinha caído e estava com a mão bem inchada e roxa. Teve um que ficou cinco dias sem tomar banho”, disse.

O delegado de Ribeirão Bonito, Marco Aurélio Gonçalves Castro, foi acionado pela polícia de Araraquara. “Nós pretendemos manter um monitoramento no local para que não haja qualquer tipo de irregularidade”.

Orientado por advogados, o dono do asilo não quis dar entrevista, mas disse que as denúncias não procedem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 291 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal