Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/07/2011 - Correio do Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dois suspeitos de envolvimento em esquema de fraudes em precatórios são presos nesta sexta-feira em JF

Por: Jorge Júnior


Nesta sexta-feira, 8 de julho, a Polícia Federal (PF) cumpriu mandado de prisão contra mais um suspeito de atuar no esquema para receber precatórios de forma fraudulenta. A ação ocorreu em Juiz de Fora, por volta das 6h. Segundo o delegado regional da PF, Cláudio Nogueira, o indivíduo integra a quadrilha que cometia crimes de precatórios, que foi desarticulada há um ano atrás.

Outro acusado que foi preso nesta quinta, foi um gerente da Caixa Econômica da região, que possivelmente estaria facilitando o crime. Os suspeitos foram presos por meio da Operação Pluto, a mesma que investigou a possível participação do ex-vereador Vicente de Paula Oliveira, o Vicentão.

“Os saques precatórios que estavam acontecendo na cidade continuaram, mas desta vez nas cidades de Rio das Flores, Barra do Piraí, Piraí, Três Rios, Valença, Vassouras e Manoel Duarte, distrito de Rio das Flores”, afirma a delegada Gisele Rezende.

Vinte e três pessoas foram presas e 77 munições foram apreendidas durante operação da PMEm liberdade, Vicentão deve passar por terapiaJustiça concede liberdade a VicentãoMais dois foram presos.

Outros dois suspeitos foram presos em flagrante na cidade de Três Rios, no mês de maio, quando os cidadãos tentavam receber um precatório no valor de R$ 246 mil, que seriam transferidos para uma conta num banco privado. “A quantia refere-se a valores de ações que ficam na Justiça por longos anos e, na maioria dos casos, os beneficiários já morreram ou não sabem da existência do dinheiro”, explica Nogueira.

Ainda, segundo Nogueira o grupo, formado por 12 pessoas, deve ter sacado uma quantia de R$ 5 milhões. “Eles vão responder pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, falsidade documental, estelionato qualificado e quebra de dados sigilosos”, diz Gisele.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 185 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados no topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





Copyright © 1999-2021 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal