Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/07/2011 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal perde cerca de R$ 60 mil em golpe

Por: Lígia Ligabue

Vítima foi abordada no Centro e levou golpistas até sua casa, onde entregou dinheiro; polícia alerta sobre riscos e precauções.

O enredo é conhecido, mas continua fazendo vítimas em Bauru. Na tarde de ontem, um casal foi alvo de estelionatários que aplicaram o “golpe do bilhete”. As vítimas perderam cerca de R$ 60 mil. O caso foi registrado na Polícia Civil na noite de ontem e a Polícia Militar ainda tentou deter suspeitos, mas ninguém foi localizado. Os dados das vítimas não foram divulgados.

Era por volta das 16h de ontem quando o homem foi abordado por um dos estelionatários. Ele relatou à vitima que tinha um bilhete premiado, valendo milhões de reais. E como não tinha a intenção de ficar com todo o dinheiro, propôs a ele a venda do bilhete por um determinado valor. Foi quando chegou o comparsa do golpista, em um carro escuro, e se mostrou interessado na “oportunidade”. Ele simulou uma ligação telefônica à Caixa Econômica Federal para, supostamente, confirmar que o bilhete havia sido premiado.

A vítima relatou à dupla que não tinha dinheiro no momento mas que poderia ir até sua residência pegar o pagamento pelo bilhete. Ele entrou no carro dos estelionatários e seguiu até sua casa. Como o imóvel estava fechado, chamou a esposa. Eles recolheram todo o dinheiro que estava guardado, cerca de R$ 60 mil. Ela teria percebido que algo estava errado, mas, nervosa, acabou entregando o dinheiro à dupla após a insistência do marido.

Os estelionatários não teriam ameaçado o casal. Assim que receberam a soma, partiram. Não deixaram nem o suposto bilhete. A Polícia Militar foi acionada e refez o caminho que os estelionatários percorreram com a vítima no intuito de localizar algum suspeito, mas não conseguiram encontrar ninguém.

O capitão Paulo César Valentim, comandante da 1.ª Companhia da PM, orienta às pessoas a não entrar em veículos com desconhecidos. Ele ressalta que também não se deve seguir com suspeitos até a própria residência, para não expor a família a riscos. “E não acredite nessas histórias. Ninguém vende bilhete premiado. Isso não existe”, ressalta.

O comandante orienta às pessoas que forem abordadas por indivíduos suspeitos ou que tentem passar esse tipo de história a memorizar características desses estelionatários e chamar a Polícia Militar. “Para que possamos deter esses indivíduos. Além de prevenir um golpe, também poderemos deter pessoas que já tenham feito outras vítimas na cidade”, pontua. Ele ressalta que esse tipo de criminoso se especializa em praticar golpes semelhantes.

Prevenção

Valentim ressalta que a PM tem feito reuniões com representantes de agências bancárias para alertar sobre esse tipo de ação criminosa. De acordo com o comandante, às vezes a vítima procura o banco para fazer saques de somas altas.

“A gente tem conversado com gerentes de agências e funcionários para que, quando chega uma pessoa para fazer um saque grande e demonstrando nervosismo, segurar essa pessoa no banco e acionar a Polícia Militar, porque pode ser uma tentativa de golpe, não só o do bilhete, mas o do suposto sequestro”, relata, fazendo referência às ligações que simulam o sequestro de algum familiar de quem atende o telefone.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 480 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Katianny Carla Silva - 11/07/2011 15:55

Para este tipo de golpe vai uma dica de contra-proposta para os criminosos. "Eu saco o dinheiro todo,e dou somente o valor que você quer" Se ele aceitar, comunicar para polícia e órgãos competentes antes de seguir para a próxima atitude.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal