Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/06/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de serem falsos dentistas são presos no Rio, diz delegado

Duas clínicas foram fechadas, uma no Centro e outra em Copacabana. Eles vão responder por exercício ilegal da profissão.

Seis pessoas foram presas em flagrante, na tarde desta terça-feira (28), suspeitas de exercerem ilegalmente a profissão de dentista no Rio. Segundo informações do delegado Fábio Cardoso, da Delegacia de Repressão aos Crimes contra Saúde Pública (DRCCSP), as prisões ocorreram em duas clínicas que foram fechadas, uma na Avenida Rio Branco, no Centro do Rio e a outra filial, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul da cidade.

De acordo com o delegado, no Centro, quatro mulheres estavam colocando peças e elásticos em pacientes com aparelhos odontológicos. “Elas disseram que só faziam este tipo de procedimento com o auxílio de profissionais da área, mas no momento em que chegamos ao local, não havia nenhum dentista”, explicou.

Ainda de acordo com o delegado, logo após a prisão das quatro mulheres, chegaram dois dentistas, que também foram presos. “Apesar de terem carteira de dentista e comprovarem a veracidade da profissão, os dois foram presos porque colaboraram com a irregularidade e mentira”, disse.

Medicamentos vencidos

O delegado também informou que três pessoas que estavam na clínica, em Copacabana, foram levadas para a delegacia para prestar esclarecimentos. No local, foram encontrados medicamentos com validade vencida.

Os presos podem pegar de seis meses a 2 anos de prisão, mas segundo o delegado, as seis pessoas podem responder em liberdade.

No dia 26 de maio, agentes da Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol) no Rio detiveram uma falsa dentista e um falso protético em Paciência, na Zona Oeste. Segundo a delegada Tatiana Loche, da Divisão de Assuntos Internos da Corregedoria, uma outra mulher que se apresentou como advogada também foi detida por não ter registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Os três foram detidos em flagrante em um consultório dentário na região, após investigações. De acordo com a delegada, a falsa dentista foi localizada após a polícia encontrar uma denúncia em seu nome na mesa de um policial civil da 36ª DP (Santa Cruz), que foi preso no início de maio sob suspeita de extorsão. Na ocasião, um outro policial e dois advogados também foram presos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 132 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal