Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/06/2011 - Jornal de Angola Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Serviços blindados às fraudes

Por: Rodrigues Cambala


A presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) defendeu ontem, em Luanda, que a base de dados de registo eleitoral mantém fiabilidade e fidelidade e evita a duplicidade de registo eleitoral, garantindo maior transparência e segurança.
No final da visita realizada ao Gabinete de Processamento de Dados do Registo Eleitoral, Suzana Inglês verificou que o equipamento instalado permite detectar se o cidadão tem dois registos.
Susana Inglês disse que a CNE supervisiona o processo eleitoral e o gabinete tem recebido informações de especialistas sobre a cautela a ter para que haja segurança e transparência no processo eleitoral. Durante a visita, acompanhada pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, e do vice-ministro Adão de Almeida, a delegação da CNE percorreu as salas de informática e de processamento de dados.
O ministério pretende apresentar à CNE, até ao dia 15 de Julho, o programa de actualização do registo eleitoral de 2011 a 2012. O plano tem como objectivo fazer a actualização de dados de registo eleitoral, permitindo uma nova elaboração dos cadernos eleitorais, que permite a cada eleitor escolher a sua assembleia de voto.
O plano visa ainda uma actualização geral que vai permitir que os eleitores sejam chamados a actualizar os seus dados e que vai ser acompanhado de uma campanha de educação cívica.
O gabinete apontou a dificuldade de eliminar com rigor as pessoas falecidas. A actualização de registo eleitoral deve ser concluído com o processo de levantamento geo-referenciado dos locais das assembleias de voto. O Ministério do Território pretende, até Março, apresentar todos os processos relativos ao registo eleitoral, a publicação dos cadernos eleitorais e as áreas definitivas das mesas de voto.
O vice-ministro Adão de Almeida disse que o processo de actualização do registo eleitoral vai decorrer de 29 de Julho a 16 Dezembro deste ano em todo o país.

Explicou que os eleitores devem estar inscritos numa única assembleia de voto e inseridos nos cadernos de registo eleitoral para que haja coincidência entre a área de residência e o local de voto.
O processo de registo eleitoral vai ter três objectivos: o registo dos novos eleitores, os eleitores com dados a alterar, como a mudança de residência, e aqueles que vão para os locais de registo para escolher a sua área de voto.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 153 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal