Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/06/2011 - 180 Graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

INSS paga cerca de R$ 2,904 milhões para mortos no Piauí

Famílias de segurados que faleceram continuam recebendo benefício renovando a aposentadoria.

O gerente-executivo do INSS no Piauí, Carlos Augusto da Silva Viana, informou que o valor de R$ 2,904 milhões foi o valor que a previdência social conseguiu recuperar através de cobranças administrativas depois da descoberta da fraude. O valor pago a mortos pode ser ainda maior já que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal ainda estão investigando pessoas que recebem aposentadoria e benefícios usando cartões dos aposentados e pensionistas que já morreram.

Segundo Carlos Augusto, está sendo investigado um esquema de fraude de recebimento de aposentadoria e benefícios de pessoas mortas através de renovação das senhas dos cartões por pessoas que fazem acertos com funcionários da rede bancária.

“Os cartões de recebimento das aposentadorias e benefícios tem prazo de um ano, mas com ajuda de bancários existem pessoas que estão conseguindo renovar a senha desses cartões por dois anos”, disse o gerente. A maior parte dessas fraudes ocorre em Teresina que detém 25% dos quinhentos e doze mil segurados do INSS. Em 2010 o INSS descobriu que foram pagos R$ 2,600 milhões para pessoas mortas e neste ano foram pagas R$ 304 mil.

Carlos Augusto afirmou que os cartórios tem um acordo com o INSS para repassar as informações dos óbitos, através de uma Força Tarefa que faz esse encontro da relação dos mortos com a lista dos beneficiários do INSS. O monitoramento é diário e mensal, mas agora o INSS quer receber da Secretaria Estadual de Saúde o SIM (Sistema de Informações de Mortalidade).

As pessoas que recebem os benefícios das pessoas mortas que continuam sacando o dinheiro dos proventos e quando são flagrados praticando a fraude alegam que continuaram recebendo o dinheiro para pagar as despesas com funeral e sepultamento. O INSS, porém sabe que o saque do dinheiro é de má-fé porque às vezes as famílias levam para as agências bancárias e ao próprio INSS um parente próximo da pessoa morta e os bancários e funcionários não percebem a diferença entre a pessoa que está na sua frente e a da fotografia da carteira de identidade do segurado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1079 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: José Nazareno Anzanello Manella - 04/07/2011 16:04

Que novidade é esta?Pois estamos cansados em saber que o INSS é um poço de fraudes e desvios de dinheiro público, além dos abusos governamental em usar o dinheiro dos trabalhadores que contribuem para uma aposentadoria digna no futuro para fins promocionais.Não é somente no Piaui e sim em todo o território nacional encontramos este tipo de fraude e outros,é hora de ação contra o desvio de verbas. Os recursos existentes (contribuição)são suficientes para pagamento de salários dignos aos aposentados que contribuiram durante muitos anos,para tal fim.Chega de fraudes e roubo do dinheiro publico,para acabarmos com este vicio é eliminarmos de vez os corruptos da politica nacional.Ficha limpa é a solução.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal