Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/08/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha compra lotérica para fraudar Mega-Sena


A Polícia Federal prendeu, até o fim da manhã desta terça-feira (28), seis dos sete integrantes de uma quadrilha acusada de fraudar a Mega-Sena e causar um rombo de cerca de R$ 5 milhões nas contas da Caixa Econômica Federal. Os fraudadores não repassaram o valor de dois concursos ao banco, como informa o delegado federal Lorenzo Pompilio da Hora, que comanda a operação Jogo Sujo.

Os bandidos compraram uma lotérica na Rua Conde de Bonfim, 289, Tijuca, Zona Norte do Rio, no dia 12 de junho. A Polícia Federal detectou que os valores das apostas dos concursos 876 (16 de junho) e 877 (20 de junho) não foram repassadas à Caixa, o que causou o rombo.

As apostas foram feitas pela própria quadrilha, depois que a lotérica encerrou o expediente. Eles também deixaram de repassar o dinheiro das apostas feitas pelos clientes. "O problema não era ganhar os prêmios. Eles não repassavam as apostas", explicou o delegado.

Por sorte, de acordo com as investigações, a quadrilha acertou dezenove apostas de cerca de R$ 7.500, cada uma, num total de R$ 142.500. Nos dois concursos, a quadrilha fez 652 jogos, apostando quinze dezenas em cada um. A PF estima que o grupo gastou o equivalente a 18% das apostas de todo o País no primeiro concurso e 18% no segundo, mas, como a Caixa não recebeu os pagamentos das apostas, a lotérica ficou sob suspeita.

A CEF descobriu que a lotérica foi adquirida com documentos falsos e pediu uma investigação à Polícia Federal. Todos os integrantes da quadrilha serão processados criminalmente por apropriação indébita, estelionato e formação de quadrilha.

Na operação desta terça-feira (28), a polícia tenta identificar outros participantes do esquema de fraudes e apreender documentos. Foram expedidos 10 mandados de busca e apreensão em dez bairros das Zonas Oeste, Sul e subúrbios do Rio, além de Belford Roxo e São João de Meriti, ambos municípios da Baixada Fluminense.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 414 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal