Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/06/2011 - Económico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

O caso clínico da corrupção

Existe um potencial risco de corrupção nos departamentos hospitalares responsáveis pela aquisição de bens e serviços, como medicamentos e outro material clínico.

A suspeita parte dos próprios hospitais, aos quais se pede que sinalizem as áreas mais susceptíveis de fraude e as coloque sob vigilância. Uma atitude ainda mais emergente quando uma recente auditoria da Inspecção-Geral das Finanças detectou que 40% da despesa do Estado com medicamentos é irregular. Ou quando a própria Polícia Judiciária tem descoberto esquemas fraudulentos e desmantelado organizações por burlarem o Estado.

A analogia médica, neste caso, é tão óbvia que até dói. Quando o risco de uma doença está identificado, não é suposto esperar que ela ataque o paciente até o debilitar. O passo seguinte deveria ser, isso sim, colocar em marcha um plano de prevenção que atalhe o caminho da doença antes ainda de esta dar sinais de vida. A mesma atitude profiláctica seria de esperar na monitorização de muitos departamentos hospitalares. Não é isso, contudo, que acontece na maioria dos casos. A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde examinou 42 hospitais-empresa e concluiu que 24 não têm nem aplicam qualquer plano de prevenção da corrupção. Sem vigilância permanente, a gestão de dinheiros, valores ou patrimónios públicos corre assim sérios riscos de se tornar um terreno fértil para fraudes e burlas internas e externas. Uma situação que acaba por infectar um sector público já de si bastante fragilizado e a precisar urgentemente de estancar a hemorragia de gastos. Prevenir, neste caso, deveria ser o melhor remédio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal