Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/06/2011 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grampo dá indícios de fraudes na Sanasa mesmo após saída de Aquino

Conversa gravada em março de 2010 mostra negociações de contratos públicos.

A gravação de uma conversa entre o empresário José Carlos Cepera e o gerente de uma de suas empresas levantam suspeitas de que as fraudes em contratos da Sanasa não aconteceram apenas durante a primeira administração do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos, entre 2005 e 2008, quando Luiz de Aquino esteve na presidência da Sanasa. Aquino foi o delator do suposto esquema de corrupção que envolve o alto escalão da Prefeitura de Campinas.

A transcrição da ligação está presente na primeira parte do relatório dos promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), documento de 430 páginas que a EPTV teve acesso no fim do ano passado.

A ligação entre Cepera e o gerente da Infratec, José Luiz Pena, foi grampeada no dia 23 de março de 2010, dois anos depois de Aquino deixar a presidência da Sanasa. O funcionário mostra que pelo menos o ex-diretor técnico da Sanasa Aurélio Cance Junior ainda mantinha contato com o grupo. Na conversa, eles dizem que vão usar o modelo do edital de vigilância e monitoramento da Sanasa em outras prefeituras. Em um dos trechos, eles comentam sobre uma reunião na casa do lobista Emerson de Oliveira, que foi preso e solto no mês passado.

O gerente conta que procurou uma pessoa de nome Claudete na Sanasa, que disse que “poderia ajudar”. Eles também fazem referência a Aurélio, que, segundo o MP, é o ex-diretor técnico da empresa Aurélio Cance Junior. Ele foi preso em maio deste ano durante uma megaoperação da Polícia Civil e liberado uma semana depois. Cance Junior é acusado de ser o responsável pela arrecadação de dinheiro das empresas que seria repassado depois à primeira-dama de Campinas, Rosely Nassim Jorge Santos.

Ainda na conversa grampeada pelo Ministério Público, José Luis fala que "se o Aurelio não mandar, não fazem nada". Cepera orienta que é para mantê-lo "de rédea curta porque ele está meio espaçoso nesta relação".

José Carlos Cepera é ligado a pelo menos cinco empresas investigadas pelo MP. Três delas tiveram contratos com a Sanasa, sendo que uma delas, a Lotus, ainda tem negócios até hoje com a prefeitura na prestação do serviço de leitura de hidrômetros da cidade. Dos R$ 15 milhões que foram pagos em propina, segundo com os promotores, pelo menos metade saiu de contratos com as empresas de Cepera: Lotus, Infratec e Pluriserv.

O empresário teve a prisão decretada duas vezes por causa das investigações da Promotoria. Em setembro do ano passado, chegou a ser preso, mas conseguiu ser liberado. Por causa de suspeitas de fraudes nos contratos públicos em Campinas, ele teve a prisão novamente determinada pela Justiça e está foragido desde o dia 20 de maio. Cepera aparece inclusive na lista dos mais procurados da Polícia Civil (veja ao lado). É ele quem agora traz de volta uma informação que mostra como o esquema de desvio de dinheiro da Sanasa pode ter durado mais do que o período em que Luiz de Aquino ficou na presidência da empresa.

Em nota, Dr. Hélio admitiu que sabia da suspeita de um esquema de fraude na gestão do ex-presidente da Sanasa, Luiz de Aquino, considerado peça-chave nas investigações do Ministério Público (MP), já que usou o benefício da delação premiada para dar detalhes do esquema à Promotoria. Mas, depois deste período, algumas empresas investigadas pelo Gaeco continuaram a fazer acordos com a prefeitura e com a Sanasa.

Em depoimento, Aquino disse aos promotores do Gaeco que o esquema não terminou depois de sua saída do cargo em 2008. As empresas de Cepera continuaram a trabalhar com a Sanasa "por muito tempo". No Diário Oficial, é possível encontrar pelo menos quatro contratos prorrogados a partir de julho de 2008, quando Aquino foi substituido por Lauro Péricles na presidência. Um outro contrato foi fechado três meses depois. A Pluriserv venceu a licitação para fazer o controle de portaria por R$ 12 milhões. O contrato foi prorrogado depois por mais duas vezes, somando outros R$ 2,2 milhões. Já com a Infratec, a Sanasa renovou o contrato por R$ 2,5 milhões, um em 2010 e outro no início deste ano, que já venceu.

Na próxima terça-feira (28), Luiz de Aquino vai depor na Cidade Judiciária, em Campinas, na audiência sobre o caso Cepera, e pode revelar novos detalhes às investigações.

A assessoria de imprensa da Sanasa disse que todos os contratos com as empresa de José Carlos Cepera foram legais e que não há nenhuma irregularidade. Sobre os detalhes das conversas telefônicas, a assessoria disse que precisaria ter acesso ao relatório do MP para responder. O relatório é do ano passado e foi discutido em 2010 na Câmara Municipal.

Em relação à pessoa de nome Claudete, que aparece nas conversas, a assessoria disse que não ia falar sobre o assunto porque pode existir mais de uma funcionária na empresa com o mesmo nome.

Já o advogado Augusto Botelho, que representa o ex-diretor da Sanasa Aurélio Cance Junior, negou o envolvimento do cliente dele com qualquer esquema de fraudes na Sanasa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 508 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal