Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/08/2007 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha ligada às loterias eletrônicas lucrou mais de R$ 100 milhões por ano


A quadrilha acusada de usar loterias eletrônicas como fachada para um esquema de lavagem de dinheiro, presa nesta quarta-feira (29) no Grande Recife, movimentava cerca de R$ 100 milhões por ano. De acordo com as investigações da Polícia Federal, apenas 6% desse valor era declarado ao Imposto de Renda e o prejuízo gira em torno dos R$ 180 milhões aos cofres públicos.

“Além de lavagem de dinheiro, eles cometeram crimes de sonegação e outras fraudes fiscais”, salientou o superintendente da Polícia Federal (PF) em Pernambuco, Jorge Pontes.

A Operação Zebra, deflagrada pela PF, cumpriu 11 mandados de prisão no Estado. O principal nome entre os detidos é o do empresário Carlos Alberto Ferreira da Silva, 48 anos, dono da rede de loterias eletrônicas Monte Carlo.

A Polícia Federal apreendeu um helicóptero e um jatinho de Carlos Ferreira, no Aeroporto Internacional dos Guararapes, que seriam usados no esquema de lavagem de dinheiro. Vinte carros importados e duas lanchas também foram recolhidos.

A PF interditou, ainda, ainda dez apartamentos do empresário, que tem uma fortuna avaliada em mais de R$ 150 milhões. Documentos da empresa estão sendo analisados por fiscais da Receita Federal, que acompanharam toda a operação.

Depósitos da Monte Carlo também foram vistoriados. Cerca de 1.200 máquinas caça-níqueis foram lacradas em Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro.

OS OUTROS PRESOS

Além do empresário, também foram presas outras dez pessoas. São elas a ex-esposa de Carlos Ferreira, Terezinha de Jesus Bandeira de Melo; a tesoureira da empresa Verônica da Silva Branco; os advogados João Bosco Viera de Melo e Carlos Antônio Bussadi; o gerente da Monte Carlo, Luiz Tiernes Tenório de Andrade; a irmã do empresário e funcionária da empresa Vera Lúcia da Silva Santos; Otávio Bandeira de Melo; a ex-cunhada Celina Lúcia Bandeira de Melo; Isael Severino dos Santos e Paulo Sérgio Wanderley Barbosa da Silva, marido de Verônica.

A PF suspeita que Paulo Sério e Isael Severino participavam do esquema como “laranjas”. A investigação também abrange possíveis negócios da quadrilha na Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

TUDO COMEÇOU EM ABRIL

As investigações a respeito de Carlos Ferreira começaram em abril deste ano, quando ele foi detido no Aeroporto Internacional do Recife com R$ 750 mil em caixas de papelão, mas o dinheiro não tinha origem comprovada.

Uma perícia feita pela polícia em computadores do empresário mostrou indícios de que ele participava de uma organização criminosa acusada de contrabando, sonegação de impostos, corrupção de agentes públicos e lavagem de dinheiro.

LOTERIAS ELETRÔNICAS

Nesta quarta-feira, lojas da Monte Carlo e Sonho Real, que estão sendo investigadas, ficaram fechadas durante toda a manhã na Região Metropolitana do Recife. Desde as 5h, agentes da Polícia Federal estão na sede da Sonho Real, na Imbiribeira.

A polícia também esteve na sede da Associação dos Vendedores Autônomos de Loterias de Pernambuco para saber como essas empresas funcionam na região. “Faremos o que for possível para apoiar o inquérito e continuar a investigação dessas atividades e de todos os envolvidos”, frisou o superindetende adjunto da Receita Federal, Aluísio Oliveira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 624 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal