Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

25/06/2011 - Região Noroeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

ACIF e DIG alertam empresários sobre golpes de cheques adulterados no comércio


A ACIF (Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis) e a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) alerta para mais um golpe de fraude que está sendo aplicado no comércio de Fernandópolis nas últimas semanas, desta vez, é a adulteração de cheques. Segundo a DIG, cerca de 12 casos já foram registrados.

Os estelionatários se especializam cada vez mais nas técnicas para mudar os valores escritos nas folhas. As fraudes vão da simples rasura à utilização de produtos químicos.

De acordo com a polícia, os fraudadores retiram a parte de cima da folha do cheque nos campos em que são preenchidos os valores. Depois, usando uma película de outra folha nova, colocam outro valor e colam no mesmo lugar. Os golpistas ainda colocam o documento nominal e acabam descontando o valor numa agência usando cédula de identidade falsa.

Para conseguir o cheque, os fraudadores chegam a alguma loja do comércio e pedem para descontar o cheque de um determinado cliente. Com o dinheiro em mãos, pedem o cheque de volta e pagam a conta à vista, para em seguida, usar na falsificação.

Por isso, a polícia orienta que a melhor maneira de dificultar a ação desses golpistas é não emitir valores baixos, não deixar nenhum espaço em branco, escrever ou grafar números o mais próximo possível, cruzar em cima da assinatura e repassar sempre nominal.

Cheques, principalmente pré-datados, são alvos fáceis de estelionatários que, com alguma técnica mudam seu valor. Os golpes variam desde a adulteração grosseira, na qual 8 reais podem virar 800, até a utilização de produtos químicos que "lavam" o valor escrito, canetas que apagam com borracha, montagem e colagem de folhas e clonagem de talão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal