Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/08/2007 - Vale Paraibano Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Deic investiga o golpe


São José dos Campos - O Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado), com sede em São Paulo, investiga as quadrilhas que oferecem diplomas pela rede mundial de computadores, por meio da 4º Delegacia de Crimes pela Internet e Meios Eletrônicos. Quatro inquéritos estão em andamento. Para a polícia, a oferta de diplomas é um golpe.

Os investigadores solicitaram aos provedores informações cadastrais sobre os sites utilizados por essas quadrilhas. "Por meio desses dados vamos tentar encontrar os responsáveis", disse o delegado titular da 4º Delegacia de Crimes pela Internet e Meios Eletrônicos, Ubiracyr Pires da Silva. Ele é o responsável pela condução dos inquéritos.

"Normalmente os sites estão hospedados fora do país, mas vamos rastreá-los e através dos nomes dessas pessoas [responsáveis pelos sites], vamos chegar aos envolvidos", declarou o delegado, em entrevista concedida ao valeparaibano na última sexta-feira.

Pelo menos um deles, segundo o delegado, envolve a Diplomas Brasil . "A direção da escola [Escola Estadual Dr. Mário Lopes Leão, cujo nome aparece no modelo de histórico escolar oferecido pela 'empresa'] nos procurou, querendo preservar o nome do colégio e a diretora já foi ouvida", informou Silva. Para ele existe mais de uma quadrilha em ação. "São quatro inquéritos distintos."

O Deic suspeita que as quadrilhas utilizem a internet para aplicar golpes, recebendo do cliente a primeira parcela do dinheiro e não enviando diploma nenhum.

A pena para o crime de estelionato, artigo 171 do Código Penal Brasileiro, é de reclusão, de um a cinco anos, e multa.

É difícil, de acordo com Silva, ter a real dimensão da produtividade das quadrilhas, já que nenhum cliente prestou queixa. Quem compra o diploma comete um crime, informou o Deic.

Até o momento, as informações recebidas pela polícia são provenientes de denúncias anônimas, da E.E. Dr. Mário Lopes Leão (da Grande São Paulo) e do Ministério Público.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 604 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal