Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/06/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes em caixas eletrônicos vêm aumentando em MS, diz Polícia

Polícia diz que golpistas agem principalmente nos fins de semana. Orientação é para que população redobre a atenção antes de usar caixas.

Entre vários golpes que são aplicados a cada dia, o golpe dos caixas eletrônicos vem aumentando em Campo Grande. Os bandidos instalaram armadilhas em caixas eletrônicos de duas agências bancárias da capital e os clientes perceberam o golpe.

Os clientes que perceberam as ações dos golpistas avisaram a polícia, as conversas foram registradas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), onde correntistas descrevem a dificuldade para fazer depósito por causa de dispositivos nos caixas eletrônicos. A polícia conseguiu desmontar o esquema criminoso, mas ninguém foi preso. As peças do dispositivo apreendido vão passar por uma perícia. De acordo com a polícia, os estelionatários agem principalmente nos fins de semana e após o expediente bancário, quando as agências reduzem a vigilância e não têm funcionários para orientar os clientes.

Uma das técnicas mais aplicadas pelos golpistas é um equipamento fabricado de forma artesanal que é colocado dentro do caixa eletrônico, quando o cliente deposita o envelope, ele fica dentro do caixa e depois que o correntista vai embora, o golpista retira o equipamento junto com o dinheiro.

Um dos golpes mais conhecidos é o 'chupa-cabra', um aparelho adaptado na entrada dos caixas eletrônicos que copia dados dos cartões que são passados na máquina. Existem ainda os golpes do caixa lento, troca de envelopes e o golpe do distraído. Em todos eles os estelionatários procuram oferecer ajuda e distrair as vítimas para pegar o dinheiro.

Em geral, os criminosos agem em grupo, com mais de duas pessoas afirma o delegado Rodrigo Yassaka. “Se eles instalam um equipamento que vai causar fraude ao cliente em um determinado terminal, eles colocam várias pessoas nos terminais que não têm a armadilha, para que o cliente vá até o terminal que tem o equipamento que vai causar a fraude”.

Uma mulher que sempre frequenta os caixas eletrônicos, conta os cuidados tomados para evitar a ação dos golpistas. “Eu procuro sempre cuidar antes de entrar no caixa, horário noturno que é mais perigoso”, afirma a mulher.

Manter o corpo bem perto do caixa ao digitar a senha, utilizar caixas em locais movimentados, evitar fazer saques durante à noite, não aceitar ajuda de estranhos e desconfiar da presença de pessoas em atitudes suspeitas perto da cabine são algumas dicas para evitar os golpes.

Pressionar as teclas “anula” ou “encerra” e fazer depósitos somente em horários de expediente bancário são outras dicas. O diretor do sindicato dos bancários faz algumas orientações. “Depois das 16 horas, final de semana e feriado somente no primeiro dia útil é que vai haver a comprovação se o dinheiro entrou na conta”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal