Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/06/2011 - R7 / Correio do Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende empresários envolvidos em fraude de medicamentos no RS

Esquema envolvia licitações forjadas em trocas de propinas.

Uma operação da Polícia Civil, para cumprir mandados solicitados pelo Ministério Público Estadual, voltou a prender empresários acusados de participar de um esquema de venda de medicamentos que envolvia supostas licitações forjadas em troca de propina, comandado a partir do município de Barão do Cotegipe, no norte do Rio Grande do Sul. As informações são do Correio do Povo.

Entre os três detidos estava um homem apontado com um dos mentores das fraudes. Ele esteve na lista de 62 detidos pela operação Saúde, da Polícia Federal, desencadeada há quase um mês.

Na ação, realizada na terça-feira (14), também foram lacrados dois depósitos irregulares, localizados na área urbana de Barão de Cotegipe, onde foram encontrados produtos de uso controlado que estavam em desacordo com a regulamentação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Segundo a polícia, cerca de 17 milhões de comprimidos foram apreendidos.

O titular da delegacia de Barão de Cotegipe, Germano Lima, ressaltou que a ação é paralela à da Polícia Federal, e envolve uma investigação no âmbito estadual. O conteúdo do novo inquérito, contudo, é semelhante ao que foi apurado pelos federais.

No esquema, as empresas investigadas participavam de licitações simuladas de modo a beneficiar sempre o mesmo grupo. Também foi verificado que secretarias municipais de Saúde compravam medicamentos com preços superfaturados. Em alguns casos, os remédios não eram entregues ou eram descarregados nas prefeituras com qualidade inferior à contratada - ou quase vencidos.

O suspeito, que chegou a ser considerado foragido, mas se apresentou à Polícia Federal na ocasião, foi colocado em liberdade no dia 20 de maio. Na terça-feira também foram presos pela polícia outros dois empresários do ramo de medicamentos.

O primeiro preso passou mal ainda na delegacia de Barão de Cotegipe e foi levado ao Hospital de Caridade em Erechim para ser atendido. Os outros dois foram levados para o Presídio Estadual de Erechim.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 150 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal