Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/06/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende 28 em operação contra fraude previdenciária no Pará

Fraude teria causado prejuízo de R$ 10 milhões, segundo a PF. Ao todo, foram 35 mandados de prisão expedidos contra suspeitos.

A Polícia Federal no Pará prendeu 28 pessoas na manhã desta quinta-feira (16) na Operação Hidra de Lerna, que investiga quatro quadrilhas acusadas de fraude contra a Previdência Social. Ao todo, foram 35 mandados de prisão expedidos contra suspeitos de pertencer ao grupo, que teria causado um prejuízo de R$ 10 milhões.

De acordo com a Superintendência Regional do Pará, entre os suspeitos estão dois servidores da Previdência Social, um agente prisional, um funcionário de um banco, 28 supostos intermediários conhecidos como “cartãozeiros” e quatro pessoas portadoras de documentos falsos para saques fraudulentos de benefícios, apelidados de “soldados”.

Foram apreendidos cartões de benefícios, veículos, armas, drogas e documentos das pessoas que fariam parte da organização criminosa. Um dos presos estaria no Recife.

Ao todo, foram expedidos 35 mandados de prisão, 47 de busca e apreensão e seis de condução coercitiva -de pessoas que deverão ser conduzidas para prestar depoimento em razão de suspeita de envolvimento. São um servidor da previdência, um agente prisional e mais quatro suspeitos.

Os líderes das quadrilhas, segundo a PF, contratavam pessoas idosas, chamadas de “soldados”, que, utilizando documentos falsos, se passavam por beneficiários do Benefício Assistencial ao Idoso, o LOAS ao idoso, junto às agências do INSS e agências bancárias.

As investigações identificaram cerca de 370 benefícios com indícios de irregularidades e os prejuízos causados ao erário chegam a aproximadamente R$ 10 milhões, informou a superintendência.

O nome da operação remete à personagem da mitologia grega que possuía várias cabeças, que representam as quatro quadrilhas, alvos da ação policial.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 117 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal