Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/06/2011 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Visitantes com documento falso


A prisão de quatro mulheres que fizeram visita na Penitenciária Central do Estado com documentos falsos levou a polícia a reforçar as suspeitas de que muitas visitas se transformaram em disfarce para garotas de programas. Pelo esquema, elas fazem uma carteira para visitar determinado detento, mas acabam se relacionando sexualmente com outros cobrando pelo programa.

Foram presas Michelly Bispo da Conceição, de 19 anos, Adriana Almeida de Campos, de 23, Fernanda Pereira da Silva, de 28, e Tatiana da Silva Bezerra, de 19. As quatro apresentaram a Carteira Individual de Visita (CIV) falsa. A prisão ocorreu anteontem à tarde e todas foram autuadas por uso de documento falso.

Segundo um agente prisional, as mulheres acabam sendo agenciadas por uma pessoa comum que, muitas vezes, nada cobra pelo serviço. São contatadas por presos que ligam para esse agenciador. Este, por sua vez, acaba combinando com as mulheres a quem deverão fazer as visitas e providenciam as carteiras falsas.

“Não sabemos qual o valor cobrado, mas se paga um valor para as garotas que não fazem somente um programa. Dessas três, uma não mora em Cuiabá, confirmando as suspeitas”, observou o agente prisional que já trabalhou no Presídio Central.

Elas estranharam se tratar de documentos falsos alegando que foi a própria penitenciária quem forneceu as carteiras, uma vez que têm parentes presos. Michelly explicou que visita o marido preso há vários anos.

O esquema foi descoberto quando o chefe de segurança e disciplina Ewerton Gonçalves, que dava apoio na entrada aos visitantes, descobriu que Fernanda estava com uma CIV falsa. Como o fluxo de pessoas é grande no dia de visitas, resolveram fazer uma checagem minuciosa nas carteiras no momento da saída.

Os responsáveis pela visita acreditam que mais mulheres estão entrando com carteiras falsas fazendo parte do esquema. Eles lembram que são poucos presos que não recebem visitas e, com isso, o número de visitantes é grande.

“Então, descobrimos que não se tratava de apenas uma carteira, mas de quatro”, explicou um agente prisional que trabalha no setor. As quatro mulheres foram levadas para o Plantão Metropolitano. Após o flagrante, foram levadas para o Presídio Feminino Ana Maria do Couto May. (AR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 447 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal