Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/06/2011 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia desarticula esquema de contas falsas


Uma quadrilha acusada de estelionato que, de acordo com a polícia, falsificava cartões de créditos, contracheques, identidades, comprovantes de residências e títulos de eleitores para abrir contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas, foi presa em flagrante na tarde de ontem (8), em uma agência bancária em shopping da cidade.

A delegada Beatriz Silveira, da Divisão de Repressão ao Crime Tecnológico (DRCT), acredita que já foram desviados pela quadrilha mais de R$ 500 mil, durante três meses de investigações. A próxima vítima do golpe seria uma pessoa do Recife.

MANDANTE

João Edson da Silva Lima, 53 anos, considerado o mandante da quadrilha, já teria sido preso pelo crime de estelionato, no dia 26 de abril deste ano, depois de uma tentativa de saque ilegal.

Junto com Edson, também estava Waldely Moreira, 42 anos, considerado pela polícia como o “soldado”, aquele que empresta sua foto para os documentos falsificados e vai até o banco abrir uma conta.

Na operação, foi presa Eliana de Almeida Monteiro, 37 anos. Segundo a polícia, era ela quem mantinha contatos dentro de agências bancárias e do INSS para falsificar os dados de pensionistas com altas aposentadorias.

O marido de Eliana, Jorge dos Santos Costa, 36 anos, e a irmã de João Edson, Rosélia Lima, 40 anos, também foram levados à seccional.

APREENSÕES

Na casa de Rosélia foram encontrados vários pacotes de preservativos com vendas não permitidas. Foram apreendidas ainda sete carteiras de identidades falsificadas com a foto de Edson e fotos de pessoas encomendadas para abrir contas falas. Cada uma dessas pessoas recebia em torno de R$ 500,00 pelo serviço.

A delegada Beatriz ressaltou que Eliana tinha fortes contatos no INSS e era ela quem conseguia as informações para abrir contas falsas para futuros empréstimos. “Ela tinha acesso aos dados de idosos com boas aposentadorias, abriam contas em agências bancárias e faziam empréstimos de até R$ 5 mil”.

A delegada afirmou também que todos os dias novas pessoas eram chamadas por Edson para serem “soldados” da quadrilha. “Elas emprestam sua cara, colocam a foto nos documentos, vão até o banco e abrem contas, fazem empréstimos”. Os cincos integrantes vão responder por formação de quadrilha, estelionato e falsificação de documentos públicos e particulares. (Diário do Pará)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 287 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal