Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/06/2011 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Médico acusado de fraudar provas de vestibulares é preso pela PF em MS

Por: Paulo Xavier


Policiais Federais de Três Lagoas prenderam na manhã desta segunda-feira (6), um médico de 37 anos suspeito de fraudar provas de vestibulares no Estado de Pernambuco. O crime teria acontecido em dezembro de 1999.

Segundo informações do site Rádio Caçula, o médico é suspeito de integrar uma quadrilha que fraudava provas de vestibulares da UPE (Universidade de Pernambuco) e da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) usando “dublês”.

Na época do crime, o médico tinha 25 anos e teria feito o vestibular para o curso de Ciências Biomédicas, da UFPE no lugar de um rapaz de 20 anos. Pelos trabalhos, a quadrilha chegava a cobrar até R$ 20 mil.

A fraude foi descoberta depois que a Comissão de Vestibular (Covest) suspeitou da nota do candidato de 20 anos que teria sido muito alta para o seu curso.

As suspeitas foram reforçadas com a apreensão de documentos de identidade falsos que foram encontrados com a quadrilha. Em um deles estava o nome do candidato de 20 anos, porém as fotos e digitais eram do médico que fez a prova no lugar dele. Os próprios colegas do candidato de 20 anos estranharam a nota do amigo.

Na época em que a fraude foi descoberta, o médico e um homem de 37 anos, apontado como líder da quadrilha, foram presos.

As prisões aconteceram após uma investigação de três semanas que apontaram uma fraude no vestibular de uma universidade de João Pessoa. Na ocasião, o médico foi preso em flagrante depois de se passar por um candidato de 20 anos do curso de Odontologia.

Em depoimento, os candidatos admitiram terem contratado os serviços da quadrilha para garantir as vagas nas universidades.

Com o cruzamento das informações colhidas nos depoimentos, os policiais federais chegaram a encontrar pelo menos 10 nomes de “dublês” que atuaram nos vestibulares.

Hoje, o médico foi preso de novo devido a um Mandado de Prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 214 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal