Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/06/2011 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

BC orienta como não virar alvo de golpes

Por: Carol De Castro


Com a procura intensa por empréstimos, também é grande o número de pessoas que se aproveitam da situação financeira delicada de terceiros para praticar vários tipos de golpes.

De todo modo, embora estelionatários façam uso de uma série de artifícios para enganar suas vítimas, ações simples podem desmascarar os golpistas e evitar transtornos.

De acordo com o coordenador da divisão de atendimento do Banco Central, Luiz Augusto Amorim, anúncios publicados na internet ou em materiais impressos são uma das principais ferramentas de divulgação utilizadas por golpistas. Uma das estratégias dos criminosos, ressalta, é entrar em contato com pessoas que já estejam endividadas e passando por grandes dificuldades financeiras.

Conforme o coordenador, as negociações travadas pelos golpistas apresentam alguns indícios de que o processo se trate de uma ação criminosa. A primeira pista, aponta, são facilidades extraordinárias que o suposto representante de uma instituição financeira oferece. "Muitas vezes, dizem que não precisa de garantia, de avalista, que não se consulta o Serasa. A partir daí, já se pode desconfiar".

Indícios de fraude

Outro indicativo de que a negociação pode consistir em uma tentativa de golpe é a ausência de um escritório ou de qualquer espaço que sirva como sede da instituição. "Não se pode dizer que a existência de um espaço físico anule a possibilidade de haver fraude, mas as chances caem bastante", afirma.

O coordenador destaca que, embora esses indícios, por si só, não sejam capazes de caracterizar um golpe, há uma prova determinante para atestar a intenção criminosa. Caso o representante da instituição peça algum adiantamento ou pagamento inicial para que o empréstimo seja realizado, certamente a negociação é irregular. Em nenhuma hipótese, frisa, são exigidos pagamentos antes do empréstimo ser efetuado.

Segundo Luiz Augusto, no caso de empréstimos consignados, a probabilidade de golpes é menor, mas ainda existe. Uma das alternativas que os clientes têm para afastar de vez as dúvidas quanto à autenticidade de uma instituição, é contactar o Banco Central ou o banco que a empresa diz representar, para confirmar se o local é, de fato, credenciado e autorizado a realizar esse tipo de financiamento.

Para facilitar o processo de identificação de uma instituição, o cliente pode solicitar que a empresa lhe forneça seu Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).(JM)

Fique por dentro
O que é consignado?

Os empréstimos consignados são aqueles cujas parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento dos tomadores. Por isso, o risco de inadimplência é menor, o que permite a cobrança de juros mais baixos em relação às demais taxas praticadas no mercado nas linhas de crédito pessoal tradicionais. O consignado é mais popular entre os funcionários públicos (85,65% do valor total concedido em abril) do que entre os trabalhadores do setor privado. Atualmente, as taxas máximas são de 2,34% ao mês, para o empréstimo, e 3,36% ao mês, para o cartão consignado.

O beneficiário deverá ficar atento, pois a taxa contempla todos os custos da operação de empréstimo ou cartão de crédito, ou seja, o custo efetivo.

NO 1º QUADRIMESTRE
CE: aposentados contratam R$ 389 mi

Valor desembolsado em crédito consignado representa 58.322 novos contratos no Estado, de janeiro a abril deste ano

Os beneficiários do INSS no Ceará contrataram cerca de R$ 389 milhões em crédito consignado, de janeiro a abril deste ano, o que representa 58.322 novos contratos. Os valores representam reduções de 6,5% nos recursos liberados e de 11,7% na quantidade de operações, em comparação com igual período do ano passado. Segundo o chefe de serviço de manutenção da área de benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social ) no Estado, Kelson Martins, as reduções não indicam o "quadro real" nas contratações de crédito consignado. "Os dados mostram apenas os novos contratos, não incluindo os refinanciamentos", analisa Martins. "Em 2010, a procura foi muito alta e, neste ano, as pessoas estão apenas refinanciando. Assim, o ritmo de contratações continua em ritmo normal".

Em 16 meses

Em 16 meses, de janeiro do ano passado até abril de 2011, os beneficiários do INSS no Estado somam dívidas com crédito consignado de R$ 1,5 bilhão, quase o dobro da folha de pagamento no último mês, que foi de R$ 740,7 milhões.

Quadrimestre

Na análise do primeiro quadrimestre deste ano, apenas em março, aumentou a corrida ao crédito consignado. Cresceu 6% o número de operações, de 84.723 em igual mês do ano passado para 89.791. O valor emprestado subiu 4,8%, de R$ 110,5 milhões para R$ 115,8 milhões. Este valor é o maior desde janeiro de 2010.

Em quantidade de contratos, o maior volume foi registrado em janeiro de 2010, quando foram realizadas 96.126 operações, que financiaram R$ 108.626.430,32 .

Analisando apenas o primeiro quadrimestre deste ano, em janeiro, os recuos foram de 15,4% nas contratações (de 96.126 para 81.353) e de 9,9% nos valores desembolsados (de R$ 108,6 mi a R$ 97,8 mi). Em fevereiro, baixas de 23,8% nas operações e de 13,8% nos valores. Em abril, de 11,7% e 6,5%, respectivamente.

Popularidade

De acordo com Martins, a popularidade do crédito consignado deve-se às taxas de juros praticadas neste tipo de operação. "São as menores do mercado", diz.

País

No País, conforme dados do Banco Central, no quarto mês de 2011, o volume total de crédito consignado alcançou R$ 144,397 bilhões, o que representa um avanço de 22,1% frente a abril de 2010 e de 1,0% frente ao mês anterior.

Quanto à participação do consignado no total de crédito pessoal, ela ficou em 59,7% em abril deste ano, praticamente a mesma de março, quando era de 60,0%.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 557 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal