Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/08/2007 - MidiaMax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe da falsa premiação deixa prejuízo de R$ 800 na capital

Por: Éser Cáceres


Nilza Barbosa Vital, moradora do Bairro Chácara das Mansões, em Campo Grande, registrou nesta sexta-feira (18) que foi vítima de um golpe com prejuízo de quase mil reais. Ela recebeu uma ligação na sexta-feira no telefone fixo e foi informada que teria ganhado um prêmio da empresa Brasil Telecom.

O estelionatário disse que Nilza havia ganhado dois meses de ligações telefônicas gratuitas, quatro aparelhos celulares com câmera digital, uma televisão de 42 polegadas e ainda uma cozinha completa no valor de R$ 9 mil. Mas, para ter direito aos prêmios, ela deveria comprar oito cartões da operadora Claro no valor de R$ 10 cada um, e passar o número para validação dos créditos para o golpista.

Nilza acreditou. Assim que a mulher passou os códigos, o bandido prometeu novos prêmios, desde que ela comprasse mais cartões com créditos pré-pagos. Mais uma vez, ela comprou sete cartões, desta vez de R$ 15 cada um, e passou todos os números de validação para o homem, telefonando para um telefone com código de área 85.

Percebendo que a vítima estava areditando facilmente, o estelionatário resolveu pedir ainda mais uma terceira remessa de cartões que a vítima teria de comprar para aumentar a premiação. Ela comprou mais 5 cartões da Claro, no valor de R$ 20,00 cada, e ainda 2 produtos Nestlê. Com um pouco mais de conversa o golpista ainda convenceu Nilza a uma última rodada de compras, em que ela passou poor telefone os códigos de 3 cartões da Tim de R$ 15 cada, e outros 7 cartãos da Claro, de R$ 10 cada.

No total, ela gastou R$ 402,30 comprando os cartões e os produtos Nestlé para passar ao homem os códigos de liberação dos créditos.

Insatisfeito, o estelionatário ainda comentou com a campo-grandense que havia uma premiação extra de um veículo Ford Ecosport, meio milhão de reais e um apartamento no valor de R$ 125 mil. Desta vez, para ter direito, ela deveria depositar R$ 400,00 em dinheiro numa conta poupança da Caixa Econômica. Ela depositou.

Segundo informou na delegacia, depois de todas as compras que fez, Nilza só começou a "desconfiar" após ter feito o depósito. Com prejuízo de R$ 802,30, ela resolveu desistir do contato com o falso funcionário e procurou a polícia.

Os golpes por telefône têm ficado cada vez mais comuns em Mato Grosso do Sul. O funcionamento é basicamente o mesmo. Uma pessoa liga ou envia uma mensagem de texto pelo celular da vítima informando um telefone para o qual a pessoa deve ligar para tratar de uma falsa premiação.

Normalmente, como se trata de um telefone fixo, as pessoas acabam confiando na mensagem e ligam. Os golpistas passam então a exigir das vítimas a realização de tarefas como se estivessem participando de uma gincana. Entre essas "tarefas", está a compra de cartões de créditos pré-pagos para linhas telefônicas.

Os estelionatários exigem que a pessoa raspe o código de ativação dos cartões e passe os números pelo telefone, para "confirmar a aquisição".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 381 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal